Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação do efeito da gestação seguida de lactação na modulação de miRNAs de ilhotas pancreáticas maternas

Processo: 17/11138-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Licio Augusto Velloso
Beneficiário:Julia Modesto Vicente
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Assunto(s):Ilhotas pancreáticas   MicroRNAs   Metabolismo   Lactação   Aleitamento materno

Resumo

Uma série de estudos mostra que a duração do período de amamentação tem uma relação inversa com o risco das mães desenvolverem Diabetes mellitus tipo 2 (DMT2). Apesar disto, ainda não se conhece o mecanismo pelo qual a duração da amamentação afeta tardiamente o metabolismo materno. Recentemente, se tem demonstrado que a expressão diferencial de miRNAs pode ser a base de modificações funcionais em longo prazo. Estudos em andamento de nosso laboratório mostram que camundongas que engravidam e amamentam conservam alta capacidade secretora de insulina por ilhotas pancreáticas. Esta alteração fenotípica é acompanhada de aumento de tolerância à glicose e perdura por dois meses depois do desmame. O presente projeto pretende rastrear os miRNAS diferencialmente expressos em ilhotas pancreática que podem potencialmente estar associados a esta adaptação. (AU)