Busca avançada
Ano de início
Entree

Microvestígios botânicos em artefatos líticos do sítio Lapa do Santo (Lagoa Santa, Minas Gerais)

Processo: 17/01769-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 27 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Ximena Suarez Villagran
Beneficiário:Daniela Dias Ortega
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/25020-5 - Microvestígios botânicos em artefatos líticos do sítio Lapa do Santo (Lagoa Santa, Minas Gerais), BE.EP.MS

Resumo

As populações caçadoras-coletoras do Holoceno Inicial na região de Lagoa Santa, em Minas Gerais, possuiam uma dieta com importante consumo de vegetais. A funcionalidade de cortar e raspar dos instrumentos líticos da região poderia indicar uma função relacionada ao processamento de plantas. Nos remanescentes humanos foram observadas grandes quantidades de cáries, que poderiam ter sido decorrentes ou agravadas pelo consumo de alimentos com alto teor de carboidrato, como as plantas amiláceas. Esta pesquisa se propõe analisar os grãos de amido retidos em instrumentos líticos do sítio Lapa do Santo, em Lagoa Santa, para compreender se os instrumentos teriam sido utilizados para processar plantas amiláceas e, como corolário, determinar se estes recursos ocupavam um papel importante na dieta das populações da região no início do Holoceno. Além disso, será testada a eficácia de um protocolo especificamente criado e aplicado durante a escavação, voltado a maximizar a recuperação de microvestígios botânicos retidos nos instrumentos líticos e minimizar a contaminação. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.