Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação toxicológica da exposição larval à mistura do inseticida neonicotinoide clotianidina e do fungicida estrobilurina piraclostrobina no desenvolvimento de Apis mellifera africanizada

Processo: 16/26043-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Elaine Cristina Mathias da Silva Zacarin
Beneficiário:Rafaela Tadei
Instituição-sede: Centro de Ciências Humanas e Biológicas (CCHB). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba, SP, Brasil
Assunto(s):Pupa   Abelhas   Agrotóxicos   Ecotoxicologia   Apis mellifica

Resumo

O declínio de colônias de abelhas Apis mellifera tornou-se uma preocupação mundial e tem sido atribuído a múltiplos estressores, dentre eles o uso indiscriminado de agrotóxicos nas áreas de cultivo. A maioria dos estudos de toxicidade dos agrotóxicos avaliam os efeitos isolados de cada pesticida, porém no ambiente estas substâncias estão combinadas, podendo aumentar os efeitos sobre as colônias de abelhas. O presente estudo objetiva avaliar os efeitos biológicos da exposição contínua das larvas de A. mellifera ao inseticida neonicotinóides Clothianidina e ao fungicida Estrobilurina Piracostrobina de forma isolada e combinada. Serão realizados bioensaios com larvas com duas concentrações subletais de cada um dos agrotóxicos, sendo ambas consideradas realísticas, ou seja, ambientalmente relevantes. Os parâmetros avaliados serão a mortalidade larval, a progressão do desenvolvimento larval, a morfologia das pupas, a taxa de emergência e a longevidade das abelhas recém-emergidas. Os resultados obtidos serão avaliados estatisticamente por métodos pertinentes. O presente estudo fornecerá dados importantes para a compreensão do efeito da mistura de agrotóxicos ao longo do desenvolvimento das abelhas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.