Busca avançada
Ano de início
Entree

PfGCaMP3 como uma nova ferramenta para estudar a sinalização de Ca2+ no parasita da Malária humana Plasmodium falciparum

Processo: 16/14411-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Célia Regina da Silva Garcia
Beneficiário:Lucas Borges Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/51295-5 - Genômica funcional em Plasmodium, AP.TEM
Assunto(s):Malária   Plasmodium falciparum   Parasitos   Organismos geneticamente modificados   Mitocôndrias   Fatores de necrose tumoral   Citocinas

Resumo

Os estudos de sinalização de Ca2+ em P. falciparum publicados até o momento utilizaram moléculas orgânicas na medição das variações na concentração de Ca2+ no citoplasma do parasita, entretanto tais moléculas possuem desvantagens e sérias limitações. Buscando sanar este impasse nós criamos uma linhagem de parasitas transgênicos (PfGCaMP3) capazes de monitorar as oscilações de Ca2+ no parasita sem a necessidade de prévia marcação com moléculas orgânicas. O objetivo deste projeto é avançar no estudo acerca da sinalização de Ca2+ em P. falciparum, utilizando para este fim, parasitas transgênicos PfGCaMP3. Entre as metas propostas estão a de utilizar tais parasitas no screening de potenciais moléculas antimaláricas presentes em bibliotecas de compostos, como também estudar a sinalização de Ca2+ que ocorre nos gametócitos, estudo este pioneiro nesta fase do ciclo do parasita. Adicionalmente propomos decifrar o mecanismo de atuação de TNF (Fator de Necrose Tumoral) no ciclo intraeritrocítico de P. falciparum, visto que resultados prévios de nosso grupo reportam uma diminuição da parasitemia e um aumento da concentração intracelular de Ca2+ no parasita após tratamento com esta citocina. Neste sentido, avaliaremos os efeitos de TNF na parasitemia e modulação de PfPCNA1 na linhagem knockout para PfeIK1. Por fim avaliaremos se o tratamento com TNF é capaz de afetar a mitocôndria de P. falciparum, relacionando assim a participação desta organela e o comportamento dual desta citocina. (AU)