Busca avançada
Ano de início
Entree

A relação entre religiosidade e o medo da morte (tanatofobia) dos acadêmicos durante a graduação médica

Processo: 16/21680-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Patricia Maluf Cury
Beneficiário:Lucas Andriani Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade Faceres. Instituto Superior de Educação Ceres (UNICERES). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Espiritualidade   Religiões   Cuidados paliativos   Educação médica   Morte   Atitudes frente à morte

Resumo

A morte é um revés na prática médica, e assim, é preciso estar preparado para essa vicissitude. O assunto morte sempre foi tratado dentro das religiões existem poucos trabalhos dentro da área médica correlacionem os dois temas, é possível contatar que o tema morte e religiosidade estão afastados da vida acadêmica do estudante de medicina. A tanatologia é o estudo da morte, que é englobada dentro de Cuidados paliativos (CP). Um dos objetivos do CP trabalhar a habilidade de lidar com a morte, tanto como enfrentar ela como respeita-la. Aspectos morais, éticos e legais relacionados à morte são temas confusos para a maioria dos estudantes e pouco abordados. A religião e espiritualidade são temas pouco vistos na vida acadêmica. Objetivo: verificar se existe relação entre a religiosidade e a tanatofobia em estudantes de medicina. Material e métodos: serão aplicados dois questionários: o de religiosidade (de DUREM, modificado) e a Escala de Tanatofobia (Mason) para os estudantes de medicina da faculdade FACERES de Rio de Preto, do primeiro ao quinto ano. Serão comparados os resultados das duas escalas, além de análise qualitativa de algumas perguntas abertas relacionadas. (AU)