Busca avançada
Ano de início
Entree

Envelhecimento e capacidade funcional: uma análise de trajetórias

Processo: 16/19696-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 15 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:José Leopoldo Ferreira Antunes
Beneficiário:Etienne Larissa Duim Negrini
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50649-6 - Estudo SABE: estudo longitudinal de múltiplas coortes sobre as condições de vida e saúde dos idosos do município de São Paulo - coorte 2015, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):18/02401-6 - Envelhecimento e funcionalidade: compreendendo análise de trajetórias e sua aplicabilidade, BE.EP.DR
Assunto(s):Envelhecimento   Idosos

Resumo

RESUMOO envelhecimento na sociedade atual é heterogêneo e dinâmico, influenciado por características biológicas, psicológicas, hábitos de vida, assim como por determinantes sociais de saúde, como as características socioeconômicas e ambientais às quais os indivíduos são expostos ao longo da vida. A partir da combinação de tais características podemos verificar desde perfis de envelhecimento bem-sucedido a grupos de idosos que vivenciam uma velhice repleta de restrições e comprometimento funcional. A funcionalidade física da pessoa idosa pode ser avaliada segundo atividades de vida diária que esta desempenha e a condição de mobilidade. O objetivo do presente estudo é avaliar trajetórias de envelhecimento, tendo por base a condição funcional de pessoas idosas residentes no município de são Paulo. Tratar-se-á de um estudo longitudinal que acompanha mudanças na funcionalidade ao longo de 16 anos. Esta pesquisa utilizará dados das quatro ondas do Estudo SABE (Saúde, Bem-estar e Envelhecimento), na qual se pretende avaliar grupos de idosos com trajetórias similares de envelhecimento, tendo como base três desfechos de condição funcional (Atividades básicas de vida diária como alimentar-se, tomar banho, vestir-se, deitar e levantar da cama, usar o vaso sanitário e caminhar pequenos, sendo estas atividades relacionadas ao autocuidado; atividades instrumentais, associadas a vida em comunidade como utilizar meios de transporte, manejar o próprio dinheiro, preparar refeições, usar o telefone, lavar roupa, cuidar dos afazeres domésticos e controlar a própria medicação; e o último desfecho a ser avaliado será mobilidade). Os idosos serão alocados em grupos segundo as similaridades quanto a avaliação das condições funcionais em cada onda do estudo, por meio da análise de cluster, classificando os indivíduos segundo trajetória de envelhecimento bem-sucedido, vulnerável ou acelerado. Após a definição das trajetórias de envelhecimento, serão propostas análises de regressão logística multinomial para evidenciar as características sociodemográficas, econômicas, condições de saúde, de vida (atual e pregressa), e características comportamentais dos idosos componentes de cada trajetória de envelhecimento. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROEDIGER, MANUELA DE ALMEIDA; NUNES MARUCCI, MARIA DE FATIMA; DUIM, ETIENNE LARISSA; FERREIRA SANTOS, JAIR LICIO; DE OLIVEIRA DUARTE, YEDA APARECIDA; DE OLIVEIRA, CESAR. Inflammation and quality of life in later life: findings from the health, well-being and aging study (SABE). HEALTH AND QUALITY OF LIFE OUTCOMES, v. 17, FEB 6 2019. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.