Busca avançada
Ano de início
Entree

Religiosidade popular e movimentos reformistas na desagregação do Império: Campinas, 1870-1880

Processo: 17/02575-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Aldair Carlos Rodrigues
Beneficiário:João Lucas Moura e Souza
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Religiosidade popular   Catolicismo   Cultura (sociologia)   Campinas (SP)

Resumo

Este projeto estuda os efeitos dos discursos e das práticas reformistas modernizadoras e conservadoras da década de 1870 que buscaram enquadrar as manifestações religiosas populares, com ênfase nas suas festividades, na região de Campinas. Embora as diversas agendas reformadoras constituídas na crise do império fossem concebidas a partir de sentidos predominantemente unilaterais, a proposta de pesquisa que ora apresentamos parte do pressuposto de que as dinâmicas de suas aplicações e a maneira como transformaram as festanças do catolicismo (e as suas vivências religiosas) foram profundamente marcadas por sentidos multilaterais. O objetivo é investigar as dinâmicas das relações entre as vagas reformistas e a vivência cotidiana da população, levando em conta o protagonismo e agência histórica das pessoas envolvidas nas festas populares católicas, trazendo para a análise elementos como apropriação e ressignificação cultural. Buscamos observar as diferentes formas de resistência, assimilação, repressão e barganha das classes populares conforme a ação cerceadora e proibitiva da elite campineira no período. (AU)