Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento físico no conteúdo lipídico e na resistência à ação da insulina do músculo esquelético de pacientes com miopatias inflamatórias idiopáticas: ensaio clínico controlado e randomizado

Processo: 16/19771-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Samuel Katsuyuki Shinjo
Beneficiário:Diego Sales de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Polimiosite   Dermatomiosite   Reumatologia   Expressão gênica

Resumo

A dermatomiosite (DM) e polimiosite (PM) são miopatias inflamatórias idiopáticas sistêmicas raras associadas à alta morbidade e à incapacidade funcional. Pacientes com DM/PM podem apresentar, como consequência clínica, uma atrofia/hipotrofia muscular associada à diminuição da capacidade oxidativa muscular. Ademais, o nosso grupo mostrou pela primeira vez na literatura que pacientes com DM/PM apresentam uma alta prevalência de síndrome metabólica. A resistência à insulina (RI) é um importante componente da síndrome metabólica. O aumento da RI no músculo esquelético prejudica a oxidação de lipídios neste território, culminando no acúmulo deste metabólito. O treinamento físico é uma importante ferramenta para melhora da capacidade oxidativa e da RI. Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo principal avaliar o efeito do treinamento físico na RI e no conteúdo lipídico do músculo esquelético de pacientes com DM/PM. Nossa hipótese é que devido à atrofia/hipotrofia muscular e a diminuição da capacidade oxidativa característica de pacientes com DM/PM, há uma diminuição da oxidação de ácidos graxos, culminando no acúmulo de lipídios intramusculares nesses pacientes. Por sua vez, esse acúmulo de lipídios pode levar à resistência a ação da insulina, prejudicando a oxidação de lipídios no músculo. O treinamento físico leva a uma melhora da capacidade oxidativa e aumento da área de secção transversal do músculo; portanto, favoreceria a oxidação de ácidos graxos e atenuação da resistência à ação da insulina por reduzir a fosforilação do substrato do receptor de insulina tipo 1 (IRS-1). (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE OLIVEIRA, DIEGO SALES; PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; DE SOUZA, JEAN MARCOS; GUALANO, BRUNO; RODRIGUES PEREIRA, ROSA MARIA; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. Exercise training attenuates insulin resistance and improves beta-cell function in patients with systemic autoimmune myopathies: a pilot study. CLINICAL RHEUMATOLOGY, v. 38, n. 12, p. 3435-3442, DEC 2019. Citações Web of Science: 0.
DE SOUZA, J. M.; DE OLIVEIRA, D. S.; PERIN, L. A.; MISSE, R. G.; DOS SANTOS, A. M.; GUALANO, B.; DE SA PINTO, A. L.; ROSCHEL, H.; LIMA, F. R.; SHINJO, S. K. Feasibility, safety and efficacy of exercise training in immune-mediated necrotising myopathies: a quasi-experimental prospective study. CLINICAL AND EXPERIMENTAL RHEUMATOLOGY, v. 37, n. 2, p. 235-241, MAR-APR 2019. Citações Web of Science: 2.
LUIS CARLOS JACINTO; BRUNO TONICELLI TARTARINI FERNANDES; DIEGO SALES DE OLIVEIRA. Use of CMAP tools® software to teaching muscle contraction: an experience with undergraduates students in physical education. Motriz: rev. educ. fis., v. 25, n. 1, p. -, 2019.
DIEGO SALES DE OLIVEIRA; MARILDA SILVA GUIMARÃES; SAMUEL KATSUYUKI SHINJO. Insulin resistance is increased in adult patients with dermatomyositis. MedicalExpress (São Paulo, online), v. 5, p. -, 2018.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.