Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo in vitro e in vivo dos efeitos do canabidiol nos comportamentos relacionados à dependência do etanol

Processo: 16/18701-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Fabio Cardoso Cruz
Beneficiário:Sheila Antonagi Engi
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/24986-2 - Participação de pequenos grupos neurais seletivamente ativados (neuronal ensembles) na reinstalação da autoadministração de etanol induzida pelo ambiente: investigação farmacogenética, optogenética e molecular, AP.JP
Assunto(s):Drogas ilícitas   Canabidiol   Etanol   Modelos animais

Resumo

O abuso de drogas alcançou proporções consideráveis nos últimos anos. Estudos demonstram que o canabidiol apresenta propriedades ansiolíticas, anti-psicóticas, antidepressivas e neuroprotetoras, contudo pouco se sabe a respeito de como é o exato mecanismo de ação dessas propriedades. Existem evidências que o tratamento com canabidiol pode reduzir o consumo de outras drogas de abuso, como cocaína, anfetamina e outras. Apesar da relevância do tema, uma revisão ampla da literatura não revelou a presença de estudos que investigassem os efeitos do tratamento com canabidiol nos comportamentos relacionados à dependência de etanol, tais como aquisição e reinstalação do comportamento de autoadministração operante. Dessa maneira, o presente projeto tem como objetivo investigar se o tratamento com canabidiol: 1) age no sistema mesocorticolímbico via receptores CB1 e/ou TRPV1, através de técnicas in vitro; 2) diminui o consumo de etanol no modelo animal de acesso intermitente ao etanol; 3) previne a recaída ao etanol utilizando o modelo animal de autoadministração operante após exposição ao etanol na câmara a vapor; 4) altera cascatas intracelulares relacionadas aos comportamentos relacionados à dependência de etanol, nos modelos animais que serão utilizados. (AU)