Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação proteômica de proteínas de membrana de Trichoderma reesei e Aspergillus niger para identificação de transportadores de açúcar durante a degradação do bagaço de cana-de-açúcar

Processo: 17/08446-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 30 de setembro de 2017
Vigência (Término): 25 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Roberto Do Nascimento Silva
Beneficiário:Karoline Maria Vieira Nogueira
Supervisor no Exterior: Mark Molloy
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Macquarie University, Austrália  
Vinculado à bolsa:15/09553-8 - Caracterização de novos transportadores de açúcar envolvidos na regulação da degradação da biomassa lignocelulósica em Trichoderma reesei, BP.DR
Assunto(s):Trichoderma reesei   Aspergillus niger

Resumo

Um dos maiores desafios na área de biotecnologia é o desenvolvimento de processos biológicos que reduzam os impactos negativos sobre o meio ambiente causados pela queima de combustíveis fósseis. Nesse contexto, os biocombustíveis têm recebido maior atenção nas últimas décadas. Trichoderma reesei e Aspergillus niger estão entre os principais produtores de enzimas lignocelulolíticas, que são utilizadas na conversão de matérias-primas lignocelulósicas em açúcares fermentáveis. No entanto, o mecanismo de degradação da biomassa entre esses fungos apresenta algumas diferenças. Embora haja avanços na pesquisa relacionada à indução e produção destas enzimas, pouco se sabe sobre os sistemas de transporte de açúcar e a influência desses transportadores sobre a degradação da biomassa. O conhecimento sobre o transporte de açúcar em fungos é essencial para a compreensão dos mecanismos moleculares envolvidos no processo de desconstrução de biomassa lignocelulósica para o desenvolvimento de novas tecnologias que visam otimizar o processo de obtenção de bioetanol e reduzir o custo desse biocombustível. O objetivo do projeto é identificar os transportadores de açúcar envolvidos no processo de degradação da biomassa lignocelulósica nesses fungos, utilizando ferramentas para análise in silico e in vivo de proteínas de membrana, através de análises por espectrometria de massa para obtenção dos dados do proteoma. Posteriormente, a caracterização desses transportadores identificados fornecerão informações para descrever as diferenças no mecanismo de degradação de biomassa de cada fungo e por que isso ocorre.