Busca avançada
Ano de início
Entree

Processamento, caracterização e desempenho in vivo de scaffolds bioreabsorvíveis de PLLA Poli (L, ácido lático) para uso na reparação óssea

Processo: 17/03249-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Paulo Kharmandayan
Beneficiário:Mariana Vitelo Xavier
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia tecidual   Tecidos suporte   Ácido láctico

Resumo

O mau funcionamento ou a perda de funções totais ou parciais de um órgão ou tecido, resultante de doenças ou traumas é, atualmente, um dos mais importantes e preocupantes problemas de saúde pública no mundo, atingindo um número muito significativo de pessoas. Em muitos casos, o transplante de tecido do próprio doente (autólogo) quando possível é o método preferencial. No entanto, muitas vezes são provocadas novas lesões no local de onde é removido o tecido para transplante, tornando-se, portanto, uma prática inviável em muitos dos casos. Para ajudar as pessoas que sofrem com algumas destas limitações, os recentes avanços na medicina moderna, aliados ao aumento da expectativa de vida, têm possibilitado o desenvolvimento/aprimoramento de biomateriais e técnicas de biofabricação que auxiliem na melhoria da qualidade de vida destas pessoas. Esta área da ciência e tecnologia é assunto de preocupação internacional, sendo objeto de significativos trabalhos de pesquisa. Avaliando o cenário mundial em pesquisas em biomateriais, este projeto, objetiva o estudo e síntese de polímeros bioabsorvíveis derivados dos ácidos láticos, desenvolvidos para desempenharem de forma satisfatória as funções e requisitos básicos para aplicação como biomaterial utilizados na Engenharia Tecidual. Para tanto, este projeto inclui o processamento de PLLA sintetizado no Instituto de Biofabricação (Biofabris) anteriormente estudo e processado em projeto temático (Processo FAPESP n° 2008/57860-3), sendo agora o principal objetivo a análise de desempenho e viabilidade in vivo, comparação de biocompatibilidade entre o PLLA sintetizado e produzido em forma de scaffolds por técnicas de biofabricação, tais como eletrofiação, rotofiação, prensa e outros. Nesta etapa estão envolvidos docentes da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, participantes do BIOFABRIS e docente responsável pelo Laboratório de Biologia Osteo-articular, Engenharia Tissular e Terapias Emergentes da Faculdade de Ciências Médicas da UNR Argentina. (AU)