Busca avançada
Ano de início
Entree

A busca pelas companheiras binárias invisíveis de estrelas Be

Processo: 17/08001-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Alex Cavaliéri Carciofi
Beneficiário:Amanda Caveagna Rubio
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/13285-7 - Um modelo de truncamento para a estrela Be alpha col, BE.EP.MS
Assunto(s):Estrelas Be   Estrelas binárias   Discos circunstelares   Transferência radiativa   Espectroscopia

Resumo

Estrelas Be são estrelas de alta rotação da sequência principal que apresentam um disco de decreção ao se redor. Quando em um sistema binário próximo, a presença da companheira afeta o funcionamento do disco de diversas maneiras. Uma consequência da binaridade em estrelas Be é o truncamento do disco. Esse truncamento pode ser detectado quando estudamos a SED, já que ele causa uma inclinação no declive espectral em comprimentos de onda altos (SED turndown). Estudos recentes detectaram SED turndown em rádio em várias estrelas Be, e utilizaram isso para estimar a órbita da secundária. Porém, a secundária só foi confirmada espectroscopicamente para um objeto (beta CMi). O objetivo desse projeto é continuar com a detecção de SED turndowns e procurar por binárias utilizando espectroscopia, visando confirmar sua existência e também estimar seus parâmetros orbitais. A detecção por espectroscopia das de outra forma invisíveis binárias nos possibilitará melhorar nossa atual estatística de binaridade entre estrelas Be. Esse trabalho contribuirá para um dos maiores problemas no campo de estrelas Be: por que e como algumas estrelas Be adquirem sua alta rotação. (AU)