Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do distúrbio de linguagem em Epilepsia do Lobo Temporal associada à esclerose de hipocampo: associação e correlação com dados de neuroimagem avançada (tractografia e volumetria)

Processo: 16/13107-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Luiz Henrique Martins Castro
Beneficiário:Matheus Mendonça Péres
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Epilepsia   Epilepsia do lobo temporal   Linguagem   Cognição   Transtornos da linguagem   Neuroimagem   Neurologia

Resumo

A epilepsia do lobo temporal associada à esclerose de hipocampo unilateral é a forma mais prevalente de epilepsia focal de difícil controle e está associada a défict cognitivo. Diferentes padrões de déficits cognitivos, entre eles o de linguagem, estão especificamente associados a lesões de cada hemisfério cerebral, com prejuízos da fluência verbal, nomeação visual, nomeação responsiva, e compreensão de palavras. Além disso, um padrão de lateralização da linguagem e de alterações funcionais em tratos de substância branca são claramente observados, mas ainda suas origens ainda são desconhecidas. Há poucos estudos acerca da associação entre alterações de volumetria e de tratos de substância branca e a integridade da função de linguagem. Este estudo avaliará a associação entre alterações de linguagem, avaliadas por diversos tipos de testes, e alterações volumétrica e de tratos de substância branca, utilizando Volumetria por Ressonância Magnética Estrutural e Imagem por Tensor de Difusão. Metodologia: Série de 55 pacientes adultos com diagnóstico de ELT associada a esclerose mesial temporal (EMT) unilateral, direita ou esquerda, previamente escolhidos e incluídos no protocolo do projeto CINAPCE (Financiador: FAPESP - Processo 2005/56464-9), que incluiu testes funcionais, monitorização contínua por vídeo-EEG (com registro de pelo menos três crises com boa qualidade de traçado eletrográfico) e métodos avançados de imagem. Utilizando-se aparelho de ressonância magnética (3T-Phillips), foi obtida, a partir de aquisição volumétrica, volumetria de estruturas cerebrais com software FreeSurfer (Athinoula A. Martinos Center for Biomedical Imaging, MGH, MA, USA), e por imagens de tensor de difusão (DTI) de tratos de substância branca com o software TBSS.(http://fsl.fmrib.ox.ac.uk/fsl/fslwiki/TBSS)Serão comparados os dados volumétricos de diferentes estruturas cerebrais e de anisotropia fracionada para diferentes tratos, entre os grupos de estudo e controles. Os pacientes serão subdivididos, de acordo com o desempenho nas provas de linguagem em bom e mau desempenho, utilizando-se notas de corte obtidas pela curva ROC. Em seguida será avaliada possível correlação entre desempenho nas tarefas de linguagem e alterações volumétricas e de tratos de substância branca. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.