Busca avançada
Ano de início
Entree

Trânsitos em texto: uma análise comparada de biografias e autobiografias de pessoas trans no Brasil e nos Estados Unidos

Processo: 16/23516-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Silvana de Souza Nascimento
Beneficiário:Luiza Ferreira Lima
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/25589-0 - Palavras de devir: sobre escrita, diferença e subjetividade em biografias e autobiografias de pessoas transgênero nos Estados Unidos, BE.EP.DR
Assunto(s):Biografias

Resumo

Esta pesquisa tem por objetivo investigar, em uma perspectiva comparada, processos de subjetivação inscritos em e produzidos por biografias e autobiografias elaboradas ou planejadas por pessoas transexuais e publicadas no Brasil e nos Estados Unidos. Diante da consolidação do movimento trans de modos distintos nos dois países, do cada vez mais visível engajamento de pessoas transexuais em disputas por acesso a direitos, reconhecimento de identidade e protagonismo em narrativas sobre transexualidade, bem como da profusão de biografias e autobiografias de pessoas transexuais sendo lançadas nos últimos anos, cabe perguntar: de que modo, em dois contextos nacionais, editoriais e sociopolíticos distintos, a constituição em livro de trajetórias e subjetividades produz sentidos de pessoa transexual e quais as implicações da articulação de marcadores sociais da diferença como gênero, sexualidade, classe e raça nesse processo? Como esses sentidos se relacionam com outros saberes e regimes discursivos, como os biomédicos e psi, estatais e midiáticos? Quais as relações de poder que permeiam os livros e suas repercussões, e de que modo elas organizam posições e experiências políticas? Pretendo, a partir de análise documental, entrevistas em profundidade e prática etnográfica, responder estas questões e explorar analiticamente os regimes de verdade envolvidos nos processos de apreensão, constituição e escrita de si, a tessitura, reprodução e enfrentamento de padrões de gênero, e as tensões e imbricações entre narrativas de experiência e subjetividade política. (AU)