Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação do possível efeito antipsicótico do HU-910, um agonista seletivo de receptores canabinóides de tipo 2 (CB2)

Processo: 17/09461-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Francisco Silveira Guimaraes
Beneficiário:Isadora Lopes Cortez
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/17626-7 - Mecanismos celulares e moleculares envolvidos no papel de neurotransmissores atípicos em transtornos neuropsiquiátricos, AP.TEM
Assunto(s):Transtornos psicóticos   Receptores de canabinóides   Antipsicóticos   Esquizofrenia

Resumo

Os fármacos utilizados para o tratamento da esquizofrenia modulam, principalmente, os sintomas positivos da doença, tem baixa tolerabilidade e altos índices de descontinuação do tratamento. Recentes evidências sugerem que o sistema endocanabinoide pode ser um novo alvo no tratamento deste transtorno. O receptor canabinoide do tipo 2 pode modular a neurotransmissão dopaminérgica, assim como atenuar o efeito de citocinas pró-inflamatórias e ativação de micróglia, alterações observadas em pacientes com esquizofrenia. O composto HU-910, um agonista CB2, mostrou-se eficaz em atenuar citocinas pró-inflamatórias e injúrias/danos teciduais em um modelo de isquemia. Além disso, esse composto reduz a hiperlocomoção induzida por MK-801, um antagonista dos receptores NMDA, sugerindo uma possível ação antipsicótica. A administração aguda e crônica de MK-801 tem sido proposta como modelo para estudar efeitos de novos antipsicóticos sobre sintomas positivos, negativos e cognitivos da esquizofrenia. Sendo assim, a hipótese do presente projeto é a de que o HU-910, por ativar receptores CB2, seria capaz de reverter comportamentos relacionados com a esquizofrenia (prejuízos na memória e interação social) em um modelo baseado no tratamento repetido com MK-801. Além disso, iremos verificar a seletividade do HU-910, verificando se, nas doses aonde eventuais efeitos antipsicóticos sejam detectados, ela não produziria a tétrade canabinoide, um conjunto de alterações comportamentais (analgesia, hipolocomoção, catalepsia e hipotermia) que depende da ativação de receptores CB1. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)