Busca avançada
Ano de início
Entree

Sucessão ecológica na comunidade incrustante de sublitoral: efeito da mudança do substrato biológico na fauna associada

Processo: 17/09444-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Fosca Pedini Pereira Leite
Beneficiário:Vanessa Silva Vicente
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Comunidades marinhas   Ecologia de comunidades   Substratos   Fauna

Resumo

As comunidades são constantemente modificadas por distúrbios naturais e antrópicos, que removem organismos e abrem novos espaços que podem ser colonizados, dando origem a um novo processo de sucessão ecológica. Para compreensão deste processo, as comunidades marinhas incrustantes são um bom modelo de experimentação por serem de fácil observação e manipulação, terem gerações curtas e os seus organismos serem conhecidos. Os organismos que compõem as comunidades incrustantes são caracterizados pela dominância de ascídias e briozoários, ocorrendo também outros grupos como esponjas, cracas, bivalves, poliquetas tubícolas e hidrozoários. A sucessão em comunidades incrustantes pode seguir caminhos variados, por exemplo, podendo ser influenciada pelo colonizador inicial, que pode diminuir a quantidade de espaço disponível. Sendo o espaço um recurso limitante, a competição entre os componentes da comunidade séssil para um melhor aproveitamento deste recurso, pode direcionar o caminho da sucessão de maneira muito específica e importante na estruturação dessas comunidades. A fauna associada ao substrato biológico, composta principalmente por crustáceos, moluscos e poliquetas, encontra alimento, abrigo e sítio reprodutivo neste local. Portanto, possíveis alterações que ocorrem ao longo do processo sucessional no substrato biológico podem influenciar diretamente na fauna associada. Este trabalho visa analisar ao longo do processo sucessional, as mudanças que ocorrem tanto do substrato biológico como na fauna associada e como a mudança do substrato pode influenciar na fauna. Para isso serão amostradas comunidades incrustantes que se desenvolveram sobre placas de PVC, durante tempos diferentes (seis, nove e 12 meses). As amostras de substrato biológico serão identificadas através de fotografias e quantificadas quanto à área de cobertura que ocupam no substrato, e a fauna associada será separada em grandes grupos e contabilizada. Serão analisadas as mudanças na composição da comunidade incrustante e na fauna associada ao longo dos períodos sucessionais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VICENTE, VANESSA S.; FERREIRA, ANA P.; PERES, PEDRO A.; SIQUEIRA, SILVANA G. L.; LEITE, FOSCA P. P.; VIEIRA, EDSON A. Succession of marine fouling community influences the associated mobile fauna via physical complexity increment. MARINE AND FRESHWATER RESEARCH, JUN 2021. Citações Web of Science: 0.
VICENTE, VANESSA S.; FERREIRA, ANA P.; PERES, PEDRO A.; SIQUEIRA, SILVANA G. L.; LEITE, FOSCA P. P.; VIEIRA, EDSON A. Succession of marine fouling community influences the associated mobile fauna via physical complexity increment. MARINE AND FRESHWATER RESEARCH, v. 72, n. 10, p. 1506-1516, 2021. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.