Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do sistema histaminérgico cerebelar em funções motoras e não motoras de camundongos

Processo: 16/26071-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Anna Carolyna Lepesteur Gianlorenço
Beneficiário:Evelyn Maria Guilherme
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Histamina   Cerebelo   Psicobiologia   Ansiedade

Resumo

O cerebelo é uma importante estrutura com participação em processos motores como a marcha e o equilíbrio, e recentemente estudos têm demonstrado seu envolvimento na cognição, no controle das emoções e em processos de aprendizagem e memória. O sistema histaminérgico tem papel importante no circuito neuronal cerebelar, porém sua atuação não é completamente conhecida. A histamina pode atuar em diferentes sistemas corporais por meio de quatro tipos de receptores: H1, H2, H3 e H4. Sobre a atuação do sistema histaminérgico cerebelar com o desempenho motor, os resultados são controversos. Portanto, o principal objetivo deste estudo é investigar os efeitos da microinjeção de histamina e dos antagonistas histaminérgicos via vérmis cerebelar, propondo uma possível interação desse sistema junto ao cerebelo na modulação de funções motoras e não motoras. O estudo será composto de quatro experimentos, avaliando o efeito da Histamina (experimento 1), do antagonista do receptor H1 Clorfeniramina (experimento 2), do antagonista do receptor H2 Ranitidina (experimento 3), e do antagonista do receptor H3 Tioperamida (experimento 4), sobre o comportamento locomotor e ansiedade de camundongos expostos ao campo aberto. Para isso, será realizada a implantação de uma cânula-guia de 7 mm de comprimento no vérmis cerebelar, por meio de cirurgia estereotáxica, em camundongos machos (Suíço Albino) com peso entre 25 e 35 g. Três dias após a cirurgia, o teste comportamental de campo aberto será realizado. Os experimentos serão gravados para quantificar o número de cruzamentos (número de quadrantes percorridos), tempo na área central da arena, tempo de freezing e número de levantamentos do animal sobre as patas traseiras (rearings). A histologia irá confirmar se a injeção realmente ocorreu no vérmis cerebelar. A análise estatística incluirá o teste de homogeneidade e análise de variância (ANOVA), seguido por teste post-hoc de Duncan. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GUILHERME, EVELYN M.; SILVA-MARQUES, BRUNA; FERNANDES, CARLOS EDUARDO M.; RUSSO, THIAGO L.; MATTIOLI, ROSANA; GIANLORENCO, ANNA C. Intracerebellar microinjection of histaminergic compounds on locomotor and exploratory behaviors in mice. Neuroscience Letters, v. 687, p. 10-15, NOV 20 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.