Busca avançada
Ano de início
Entree

Saúde do trabalhador rural na agricultura cafeeira

Processo: 17/06968-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Serviço Social
Pesquisador responsável:Edvânia Ângela de Souza Lourenço
Beneficiário:Élica Batista dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Cafeicultura   Trabalho rural   Trabalhador rural   Saúde do trabalhador

Resumo

Este estudo busca analisar a saúde do trabalhador na agricultura cafeeira no município mineiro de São Tomás de Aquino, MG. Para tanto, discute-se, no primeiro momento, a importância da produção do café para a formação socioeconomia brasileira, a formação das grandes fazendas de café, e a expropriação de terras dos camponeses, que tornaram-se, em sua grande maioria, trabalhadores (as) rurais. Em seguida, busca-se analisar as particularidades deste trabalho para a saúde dos (as) trabalhadores (as), com foco específico para o município ora destacado. A metodologia está alicerçada em estudos bibliográficos, análises de documentos tais como reportagens, jornais impressos e on line, entre outros, e, ainda, na coleta de dados empíricos, a qual se dará por meio da realização de entrevistas semi-estruturadas com dez trabalhadores (as) da lavoura de café e com duas assistentes sociais da cidade de São Tomás de Aquino. A escolha dos sujeitos da pesquisa ocorrerá a posteriori, mas deverá compreender trabalhadores do café de ambos os sexos e que tenham histórico de trabalho com tempo mais recente (até 03 anos) e mais antigo (acima de três anos) nas lavouras cafeeiras do referido município. As assistentes sociais a serem entrevistadas deverão ser uma da área da assistência social e outra da saúde. Espera-se com este estudo compreender as relações sociais de trabalho e de saúde que permeiam o ambiente laboral na cafeicultura e, ainda, se aproximar do Serviço Social no que se refere ao reconhecimento dos problemas vivenciados pelos trabalhadores rurais e respectivas ações. (AU)