Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da piruvato carboxilase na sensibilidade à insulina em linhagem de células musculares de camundongos submetidas à restrição de aminoácidos: envolvimento das acilcarnitinas

Processo: 16/24289-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Everardo Magalhães Carneiro
Beneficiário:Renato Chaves Souto Branco
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/01717-9 - Investigação dos efeitos insulinotrópicos, insulinomiméticos e endoteliais da taurina em células/tecidos submetidos à restrição in vitro de aminoácidos: uma abordagem integrada e multifocal, AP.TEM
Assunto(s):Piruvato carboxilase

Resumo

A sobrecarga de ácidos graxos (AG) para o músculo esquelético está associada ao aumento na oxidação de tais moléculas, levando ao acúmulo de intermediários lipídicos, como as acilcarnitinas (AC). O acúmulo destes intermediários está estreitamente relacionado com o desenvolvimento da resistência muscular à insulina (RMI). Postula-se que isso ocorra devido à incapacidade do ciclo dos ácidos tricarboxílicos (TCAC) em escoar eficientemente as moléculas de Acetil-CoA geradas durante o processo de beta-oxidação. Intervenções que bloqueiem o transporte de AG para o interior da mitocôndria reduzem a formação das AC e abrandam a RMI induzida por dieta rica em gorduras, em músculo esquelético. Entretanto, ainda não foram testadas estratégias que visem acelerar o fluxo pelo TCAC, com o intuito de reduzir a produção de intermediários lipídicos e consequentemente a RMI. O conteúdo proteico da enzima anaplerótica piruvato carboxilase (PYC) está reduzido em músculo esquelético de camundongos alimentados com dieta hiperlipídica, os quais apresentam grande acúmulo muscular de triacilglicerol e RMI. Por outro lado, camundongos alimentados com dieta pobre em proteínas acumulam grandes quantidades de lipídios em músculo esquelético e, mesmo assim, são mais responsivos à ação da insulina, apresentando aumento no conteúdo proteico da PYC. Esses resultados sugerem que a PYC pode ser crucial para a instalação da RMI. Nosso objetivo é investigar o papel da PYC na instalação da RMI em músculo esquelético, através da produção de acilcarnitinas e se a sensibilidade muscular à insulina em camundongos desnutridos se deve a expressão da PYC. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOUTO BRANCO, RENATO CHAVES; CAMARGO, RAFAEL LUDEMANN; BATISTA, THIAGO MARTINS; VETTORAZZI, JEAN FRANCIESCO; LUBACZEUSKI, CAMILA; MONTES BOMFIM, LUCAS HENRIQUE; SILVEIRA, LEONARDO REIS; BOSCHERO, ANTONIO CARLOS; ZOPPI, CLAUDIO CESAR; CARNEIRO, EVERARDO MAGALHAES. Protein malnutrition mitigates the effects of a high-fat diet on glucose homeostasis in mice. Journal of Cellular Physiology, v. 234, n. 5, p. 6313-6323, MAY 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.