Busca avançada
Ano de início
Entree

A interação entre grupos sambaquieiros e proto-Jê no litoral sul de Santa Catarina

Processo: 17/08131-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Paulo Antônio Dantas de Blasis
Beneficiário:Fabiana Terhaag Merencio
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Arqueologia da paisagem

Resumo

Os sambaquis correspondem à ocupação humana mais antiga e longeva registrada no litoral sul de Santa Catarina, apresentando sítios com datações entre ca. 7500 a 1000 AP. Na fase final desse período, entre ca. 2000-1200 AP, verificou-se o declínio na construção de sambaquis e transição para os sambaquis tardios, que apresentam alterações nos processos de formação e composição estratigráfica. O declínio da ocupação sambaquieira teria sido provocado tanto por alterações ambientais como por processos culturais, hipoteticamente associados à chegada de grupos ceramistas proto-Jê na região. Este projeto tem como objetivo central compreender os processos de interação estabelecidos entre ambos os grupos e compreender as estratégias de ocupação e organização de sistemas de assentamento proto-Jê, especificamente nos municípios de Laguna e Jaguaruna e adjacências. O intuito é aprofundar o conhecimento gerado pelo projeto Sambaquis e Paisagem (FAPESP nº 04/11038-0) além de gerar dados sobre a ocupação proto-Jê no litoral sul de Santa Catarina, integrando o projeto Jê Landscapes of Southern Brazil: Ecology, History and Power in a transitional landscape during the Late Holocene (FAPESP nº 2012/51328-3. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.