Busca avançada
Ano de início
Entree

Teatro, sociedade e modernismo: a função dramaturgo entre a França e o Brasil

Processo: 17/10743-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Teatro
Pesquisador responsável:Ferdinando Martins
Beneficiário:Phelippe Celestino Pereira dos Santos
Supervisor no Exterior: Joseph Danan
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, França  
Vinculado à bolsa:16/05680-8 - A dramaturgia na Primeira República: as relações da função dramaturgo com o teatro na sociedade brasileira pós-monárquica (ou recém-republicana), BP.MS
Assunto(s):Dramaturgia

Resumo

Através de alguns estudos prévios, foi possível verificar que no início do século XX diversos escritores de teatro brasileiro tiveram como modelo a modernização teatral que estava ocorrendo na França. Assim, esse projeto de pesquisa possui como centro o estudo e a análise das principais dinâmicas e processos responsáveis por produzir o Modernismo no teatro francês. Com foco sobre a sociedade e os produtores teatrais, o objetivo da nossa abordagem pretende a comparação entres os contextos francês e brasileiro. A fim de atender às especificidades relativas à localidade, à linguagem e à estética, pretende-se desenvolver a pesquisa junto a um grupo francês especializado em dramaturgia. Para isso optamos pelo Groupe de Recherche sur la Poétique du Drame Moderne e Contemporain, sediado na Univesité Sorbonne Nouvelle - Paris 3, e coordenado atualmente pelo Professor Doutor Joseph Danan. Para Peter Gay (2009), a constituição do Modernismo esteve condicionada a fatores sociais, econômicos e políticos; denominados por ele como "pré-requisitos". A partir dessa ideia, a nossa pesquisa pretende diagnosticar esses pré-requisitos, através dos trabalhos junto ao Groupe de Recherche, e justapô-los a realidade brasileira. O resultado previsto compreende a fundamentação para a defesa de uma hipótese que reflita sobre os conflitos entre escritores, público e produtores nas tentativas de modernização do teatro na Primeira República. (AU)