Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade das enzimas catalase, glutationa peroxidase e superóxido dismutase no tecido entérico, muscular e hepático de juvenis de pacu alimentados com colostro e submetidos a hipóxia

Processo: 17/10685-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Débora Botéquio Moretti
Beneficiário:Heloísa de Matos Trinca
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/14937-7 - Fatores antioxidantes do colostro bovino na proteção celular, AP.JP
Assunto(s):Estresse oxidativo   Antioxidantes   Atividade enzimática   Catalase   Glutationa peroxidase   Superóxido dismutase   Colostro   Pacu   Fisiologia animal

Resumo

O estresse determina a liberação de cortisol e a consequente depressão do sistema imunológico, tornando os peixes mais susceptíveis a doenças infecciosas (Diniz e Honorato, 2012). O entendimento dos fatores causadores e inibidores do estresse possibilitam o desenvolvimento de estratégias que atenuem esta condição fisiológica. Uma das consequências do estresse é a geração de espécies reativas de oxigênio (ROS), geradas da redução incompleta do O2. Para se proteger das ROS, o organismo conta com dois grupos de fatores antioxidantes: enzimáticos e não enzimáticos. No primeiro grupo, encontram-se algumas enzimas como a catalase, glutationa peroxidase e superóxido dismutase (Vasconcelos et al., 2007). Para os mamíferos, as propriedades antioxidantes do colostro são tão importantes quanto as nutricionais e imunológicas e trabalhos indicam que este potencial contra espécies reativas de oxigênio pode contribuir para a superação de desafios, especialmente no período pós-natal, quando o nascimento está associado ao estresse oxidativo. Assim, no presente trabalho, será avaliada a proteção antioxidante do colostro bovino no tecido entérico, muscular e hepático de juvenis pacu (Piaractus mesopotamicus), submetidos a condição de hipóxia. (AU)