Busca avançada
Ano de início
Entree

Fazer leis, fazer mulher: gênero e família na produção de estatutos no Congresso Nacional Brasileiro

Processo: 17/10657-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de setembro de 2017
Vigência (Término): 14 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Igor José de Renó Machado
Beneficiário:Bruna Potechi
Supervisor no Exterior: Maria Antónia Pereira de Resende Pedroso de Lima
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA), Portugal  
Vinculado à bolsa:13/14036-7 - As pessoas da legislação: uma etnografia dos documentos no legislativo brasileiro, BP.DR
Assunto(s):Mulheres   Família   Lei   Estatutos   Documentos   Congresso Nacional do Brasil

Resumo

Este Projeto de Pesquisa propõe um período de 6 meses de Estágio no Exterior em Lisboa, Portugal sob a supervisão da Profa. Dra. Antónia Pedroso de Lima, especialista em gênero e família em contexto e relações de poder, no CRIA - Centro em Rede de Investigação em Antropologia, Pólo do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Como objetivo pretendemos ampliar e aprimorar nossa análise na relação entre mulher e família na produção de leis no Congresso Nacional. Temos argumentado que espaços de poder como o Congresso Nacional acabam por feminilizar as parlamentares. Assim elas são mantidas em lugares específicos no Congresso, e como consequência tem sua abrangência restrita a temas específicos. Pretendemos aprimorar essa análise evidenciando como a categoria jurídica mulher vai se emancipando de uma noção de família, e como as relações de poder dentro do Congresso acabam por "domesticar" as mulheres enquanto parlamentares. (AU)