Busca avançada
Ano de início
Entree

Anatomia comparada do esqueleto apendicular em espécimes de Elopomorpha restritos a instituições estrangeiras.

Processo: 17/10191-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 04 de setembro de 2017
Vigência (Término): 03 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Mônica de Toledo-Piza Ragazzo
Beneficiário:João Paulo Capretz Batista da Silva
Supervisor no Exterior: George David Johnson
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Smithsonian National Museum of Natural History, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:15/22010-3 - Anatomia comparada do esqueleto apendicular em Elopomorpha e grupos chave em Teleostei, BP.PD
Assunto(s):Esqueleto   Anatomia comparada   Teleostei

Resumo

As mais de 34.000 espécies de Teleostei atualmente viventes exibem uma grande variedade de formatos corporais e uma enorme diversidade de morfologias das nadadeiras, que desempenham um papel importante no comportamento de natação destes peixes. A cintura peitoral dos teleósteos possui um componente endoesquelético modesto (escápula, coracóide, mesocoracóide) associado a uma estrutura esquelética dérmica (cleitro, supracleitro, três pós-cleitros, pós-temporal e um dois extrascapular). Raios dérmicos ósseos (lepidotriquia) estão associados à parte distal das nadadeiras pares. As radiais peitorais dos teleósteos incluem primitivamente um propterígio, sendo o metapterígio secundariamente perdido. A cintura pélvica é constituída por uma placa endosquelética triangular, na qual se articulam radiais proximais curtas. Considerando a grande diversidade de formas das nadadeiras pares encontrados nos Teleostei, uma análise anatômica criteriosa é necessária para uma melhor compreensão desta enorme variação. O presente projeto tem como objetivo descrever, ilustrar e comparar a estrutura esquelética do esqueleto apendicular em grupos-chave de Teleostei, com foco nos Elopomorpha, um táxon altamente diverso que inclui membros com cinturas e nadadeiras peitorais e pélvicas completas até táxons mais derivados que perderam a maioria dos elementos que compõem o esqueleto apendicular. A presente proposta busca o apoio do programa BEPE da FAPESP para realizar um estágio de pesquisa no Museu Nacional de História Natural da Instituição Smithsonian - NMNH, a fim de analisar material relevante composto por táxons não representados em coleções nacionais e, dessa forma, cobrir a diversidade de táxons dentro dos Elopomorpha assim como de outros táxons de teleósteos. No NMNH o projeto será supervisionado pelo Dr. David Johnson, um especialista na sistemática dos Teleostei, e que tem um profundo conhecimento e ampla experiência em estudos osteológicos envolvendo este grupo altamente diversificado de peixes.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SMITH, DAVID G.; KARMOVSKAYA, EMMA S.; SILVA, JOAO PAULO CAPRETZ BATISTA DA. A new congrid eel (Teleostei: Anguilliformes: Congridae) from the Western Pacific, with an analysis of its relationships. Zootaxa, v. 4845, n. 2, p. 191-210, SEP 2 2020. Citações Web of Science: 0.
DA SILVA, JOAO PAULO C. B.; DATOVO, ALESSIO; JOHNSON, G. DAVID. Phylogenetic interrelationships of the eel families Derichthyidae and Colocongridae (Elopomorpha: Anguilliformes) based on the pectoral skeleton. Journal of Morphology, v. 280, n. 7, p. 934-947, JUL 2019. Citações Web of Science: 0.
DA SILVA, JOAO PAULO C. B.; JOHNSON, G. DAVID. Reconsidering pectoral girdle and fin morphology in Anguillidae (Elopomorpha: Anguilliformes). Journal of Fish Biology, v. 93, n. 2, p. 420-423, AUG 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.