Busca avançada
Ano de início
Entree

A variabilidade morfológica no contexto evolutivo de hidrozoários coloniais (Cnidaria, Proboscoida)

Processo: 17/00641-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 18 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Marques
Beneficiário:Amanda Ferreira e Cunha
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50242-5 - Dimensões da vida marinha: padrões e processos de diversificação em cnidários planctônicos e bentônicos, AP.BTA.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):18/24781-5 - Entendendo o papel dos genes e ambiente na variação fenotípica do gênero Orthopyxis (Cnidaria, Hydrozoa) do Atlântico Sul Ocidental, BE.EP.PD
Assunto(s):Invertebrados marinhos   Hidrozoários   Morfologia animal   Diversidade genética

Resumo

Variações na morfologia, fisiologia e história de vida de invertebrados marinhos frequentemente são resultados da plasticidade fenotípica, que pode contribuir para a adaptação a diferentes condições ambientais e representar a base para a diversificação de espécies. Embora a variabilidade morfológica em hidrozoários coloniais está frequentemente relacionada a variações nas condições ambientais e seja comumente considerada adaptativa, poucos estudos foram conduzidos para investigar essas hipóteses. Da mesma forma, padrões recorrentes de alta diversidade genética em espécies nominais têm revelado erros de interpretação dos níveis de variação morfológica e amplitude da plasticidade fenotípica no grupo. Este projeto tem o objetivo de avaliar a relação entre variabilidade morfológica e diferenciação genética, utilizando os hidroides da subordem Proboscoida como modelo. Os padrões de variabilidade morfológica entre indivíduos e populações serão estudados testando-se a ocorrência de dissimilaridade morfológica e estrutura genética entre habitats com condições ambientais heterogêneas. Além disso, a história evolutiva dos caracteres morfológicos e sua variabilidade será investigada usando-se métodos filogenéticos comparativos, em busca de possíveis associações entre variação ancestral e diversidade críptica em linhagens derivadas. Com essa abordagem espera-se entender a extensão da plasticidade morfológica e variação genética em populações naturais, assim como o papel da variabilidade na evolução e diversificação do grupo.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CUNHA, AMANDA FERREIRA; MARUYAMA, PIETRO KIYOSHI; JACOBUCCI, GIULIANO BUZA. Epiphytic hydroids (Cnidaria, Hydrozoa) contribute to a higher abundance of caprellid amphipods (Crustacea, Peracarida) on macroalgae. Hydrobiologia, v. 808, n. 1, p. 251-264, FEB 2018. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.