Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do material particulado da exaustão do diesel sobre os receptores de estrógeno e aril hidrocarboneto

Processo: 17/06768-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Mariangela Macchione
Beneficiário:Juliane Nunes de Almeida Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Receptores estrogênicos   Cultura de células   Expressão gênica   Poluição atmosférica   Material particulado

Resumo

A poluição tem se mostrado atualmente um grande problema para os moradores das grandes cidades, vários índices, como os da CETESB de São Paulo e a OMS, demonstram que a qualidade do ar tem diminuído drasticamente a qualidade de vida de milhões de pessoas sujeitas a tal situação e que um dos vetores que muito tem contribuído para emissão destes poluente tóxicos são os veículos automotores, principalmente aqueles movidos a diesel, capazes de emitir um número muito maior de poluentes. Acredita-se que os compostos orgânicos presentes na poluição do ar desempenham importantes papéis como disruptores endócrinos, interferindo no funcionamento normal do sistema endócrino imitando e/ou antagonizando hormônios, via interação com receptores para os hormônios esteróides. Verifica-se assim que estudos dos receptores ER e AhR e suas interconexões recíprocas elucidarão os efeitos nocivos dos poluentes atmosféricos, bem como esclarecerá também como funciona suas vias de transdução de sinal dentro das células e suas implicações. Frente a estes dados o presente projeto visa estudar o comportamento dos receptores de estrógeno e aril hidrocarbono, ocorridas nas células epiteliais das vias respiratórias de humanos, expostas a concentrações crescentes de estrogêno e testosterona e ao material particulado do diesel (DEP). (AU)