Busca avançada
Ano de início
Entree

Implicações da autotomia do metassoma para locomoção, reprodução, forrageamento e defesa em escorpiões

Processo: 17/05283-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Acordo de Cooperação: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Glauco Machado
Beneficiário:Solimary García Hernández
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fecundidade   Sobrevivência   Mecanismos de defesa
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:eficiência de forrageamento | Fecundidade | Mecanismos de Defesa | Predação | Sobrevivencia | sucesso reprodutivo | Ecologia Comportamental

Resumo

Os mecanismos de defesa exibidos pelas presas são incrivelmente diversos e funcionam para diminuir suas chances de detecção pelo predador ou para aumentar suas chances de escapar de um ataque. Entre os mecanismos que aumentam a chance de escapar de um ataque, está a autotomia, que é a separação voluntária de partes do corpo. Embora, esse comportamento evite que o ataque seja fatal para a presa, a autotomia tem implicações sobre diferentes componentes da aptidão dos indivíduos, como locomoção, forrageamento, defesa e reprodução. Neste projeto, estudaremos as implicações da autotomia do metassoma em escorpiões do gênero Ananteris (Buthidae). Após da autotomia, os indivíduos perdem quase o 25% da massa corpórea e perdem também o télson (órgão inoculador de veneno) e o ânus, o que resulta em obstrução intestinal e a subseqüente constipação. Usando A. balzani como modelo de estudo, testaremos experimentalmente várias hipóteses relacionadas às implicações da autotomia do metassoma sobre a velocidade de fuga, sucesso de captura de presas, sucesso reprodutivo, probabilidade de escape e de sobrevivência ao ataque de predadores. Cada uma dessas implicações será analisada para machos e fêmeas separadamente e, em alguns casos, avaliaremos as implicações tanto a curto quanto a longo prazo. Os resultados que serão obtidos poderão ampliar nossa compreensão sobre a evolução da autotomia em artrópodes e também sobre diferenças sexuais em sua ocorrência em vista de diferenças nos seus custos e benefícios para machos e fêmeas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa::
Mutilação que salva 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (7)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GARCIA-HERNANDEZ, SOLIMARY; MACHADO, GLAUCO. `Tail' autotomy and consequent stinger loss decrease predation success in scorpions. ANIMAL BEHAVIOUR, v. 169, p. 157-167, . (17/05283-1)
GARCIA-HERNANDEZ, SOLIMARY; MACHADO, GLAUCO. Fitness Implications of Nonlethal Injuries in Scorpions: Females, but Not Males, Pay Reproductive Costs. American Naturalist, v. 197, n. 3, p. 379-389, . (17/05283-1)
PALAORO, ALEXANDRE, V; GARCIA-HERNANDEZ, SOLIMARY; BUZATTO, BRUNO A.; MACHADO, GLAUCO. Function predicts the allometry of contest-related traits, but not sexual or male dimorphism in the amazonian tusked harvestman. EVOLUTIONARY ECOLOGY, v. 36, n. 4, p. 26-pg., . (16/22679-3, 21/00915-5, 17/05283-1)
GARCIA-HERNANDEZ, SOLIMARY; MACHADO, GLAUCO. 'Tail' autotomy and consequent stinger loss decrease predation success in scorpions. ANIMAL BEHAVIOUR, v. 169, p. 11-pg., . (17/05283-1)
SOLANO-BRENES, DIEGO; GARCIA-HERNANDEZ, SOLIMARY; MACHADO, GLAUCO. All the better to bite you with! Striking intrasexual differences in cheliceral size define two male morphs in an Amazonian arachnid. Biological Journal of the Linnean Society, v. 125, n. 3, p. 521-534, . (15/10448-4, 17/05283-1)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
HERNÁNDEZ, Solimary García. Como os escorpiões lidam com a perda permanente de sua \cauda\?. 2020. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências (IBIOC/SB) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.