Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de atividades antimicrobiana e anti-biofilme de extratos e frações de espécies vegetais sobre microrganismos patogênicos orais

Processo: 17/07408-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marlise Inêz Klein Furlan
Beneficiário:Sabrina Marcela Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Reabilitação bucal   Streptococcus mutans   Streptococcus gordonii   Biofilmes   Candida albicans

Resumo

Devido ao aumento de microrganismos resistentes às substâncias antimicrobianas já conhecidas e a dificuldade de erradicação de microrganismos em biofilmes, a busca por novos agentes naturais com efeito antimicrobiano e que inibam o desenvolvimento de biofilmes patogênicos é necessária. Uma fonte rica de recursos para tais agentes são os extratos vegetais e fitoquímicos. Na cavidade bucal, a formação de biofilmes inicia-se com a adesão de microrganismos planctônicos à película salivar nos dentes e com a formação da matriz extracelular inicial, composta principalmente por glucanos produzidos por enzimas glucosiltransferases. Assim, o objetivo deste estudo é determinar o efeito antimicrobiano e anti-biofilme de extrato e frações de diferentes espécies vegetais, incluindo diferentes acessos de Casearia sylvestris sobre microrganismos patogênicos. O estudo será dividido em três etapas: 1- Avaliação do potencial antimicrobiano (antibacteriano e antifúngico) de extratos brutos e de frações espécies vegetais via determinação de concentração inibitória mínima (CIM) e concentração bactericida e fungicida mínima (CBM/CFM); 2- Análise do potencial anti-biofilme dos extratos e de frações via método cristal violeta para determinação de biomassa e contagem de população microbiana dos biofilmes tratados; 3- Avaliação da capacidade dos extratos e de frações de inibir etapas iniciais na formação de biofilmes; especificamente, o efeito dos tratamentos na formação de glucanos na película salivar sobre superfície de hidroxiapatita e na adesão de microrganismos à película salivar e à matriz inicial (glucanos) sobre superfície de hidroxiapatita. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.