Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia, Evolução Morfológica e Diversificação de Oreobates (Amphibia, Anura, Craugastoridae)

Processo: 17/08488-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Célio Fernando Baptista Haddad
Beneficiário:Ana Paula Motta Vieira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/09537-3 - Diversificação e evolução morfológica das espécies do gênero Oreobates (Anura, Craugastoridae), BE.EP.DR   18/10458-8 - Filogenia do gênero Oreobates com base em caracteres morfológicos e moleculares (Anura, Brachycephaloidea, Craugastoridae), BE.EP.DR
Assunto(s):Anura   Ecologia evolutiva   Biogeografia   Sistemática

Resumo

O gênero Oreobates sofreu grandes mudanças na sua composição de espécies desde sua remoção da sinônímia de Ischnocnema. A maioria das decisões taxonômicas neste grupo é tomada com base em análises que utilizam exclusivamente caracteres moleculares e pouco esforço tem sido feito no sentido de reverter a falta de caracteres morfológicos no estudo do gênero. Mesmo sendo um grupo com interessante variação em sua morfologia, este conjunto de caracteres ainda não foi testado em um contexto filogenético e nenhuma sinapomorfia morfológica foi proposta para o gênero. Além de apresentar interessante diversidade de formas, as espécies de Oreobates também apresentam distribuição interessante para o teste de diversas hipóteses biogeográficas, já que estão presentes em diferentes habitats distribuídos na América do Sul. Desta forma, Oreobates constitui um grupo ideal para estudos de sistemática, evolução morfológica e biogeografia e por isso foi escolhido como objeto de estudo deste projeto. Os objetivos deste projeto são (I) inferir as relações filogenéticas das espécies de Oreobates utilizando uma análise de evidência total, (II) investigar a relação da morfologia externa com o habitat ocupado pelas espécies e (III) elucidar a história evolutiva do gênero (biogeografia). Os métodos que serão utilizados incluem análises filogenéticas com dois critérios de otimização distintos (Parcimônia e Máxima Verosimilhança), Análise de Componentes Principais (PCA), Método Filogenético de Quadrados Mínimos Generalizados (PGLS - Phylogenetic Generalized Least Squares), Reconstrução de Área Ancestral e Análises de Dispersão e Vicariância. (AU)