Busca avançada
Ano de início
Entree

Análises morfométricas de duas espécies de Rhynchosia Lour. (Leguminosae, Papilionoideae, Phaseoleae), como subsídio à sistemática do gênero

Processo: 17/08984-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Ana Paula Fortuna Perez
Beneficiário:Thiago Cobra e Monteiro
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Fabaceae   Táxons   Morfologia vegetal

Resumo

Rhynchosia Lour. possui distribuição pantropical, apresentando dois principais centros de diversidade para as cerca de 230 espécies, um na África (140 spp.) e outro nas Américas, onde é registrada a ocorrência de 55 espécies, das quais 19 ocorrem no Brasil. O mais recente tratamento taxonômico do gênero foi publicado por Grear em 1978, que tratou apenas as espécies americanas. Morfologicamente, Rhynchosia é bastante uniforme, dificultando a delimitação das espécies. Pode ser caracterizado por apresentar folhas unifolioladas ou trifolioladas com estípulas persistentes ou caducas, inflorescências racemosas laxas ou congestas, com flores amarelas, cálice com 5 lobos bem desenvolvidos, e fruto do tipo legume, com duas sementes. Duas espécies deste gênero apresentam problemas de identificação, Rhynchosia minima (L.) DC. e R. edulis Griseb., e merecem uma atenção especial para um estudo taxonômico, pois possuem características morfológicas que se sobrepõem, ocasionando muitas vezes identificações errôneas nos herbários. Assim, este trabalho tem por objetivo o estudo morfométrico de caracteres vegetativos e reprodutivos com a finalidade de avaliar os limites destas duas espécies de Rhynchosia. Considerando os caracteres que já são utilizados como diagnósticos para R. minima e R. edulis, pretende-se também avaliar e selecionar os caracteres discriminantes mais importantes para estes táxons em análise. Os dados serão tratados por métodos de análise multivariada, UPGMA e PCA. Com isso, de acordo com o padrão observado através dos resultados obtidos das análises multivariadas será possível verificar se as espécies irão se manter como táxons separados ou se poderão ser sinonimizadas sob um único táxon. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE CARVALHO, THIAGO RIBEIRO; ROBERTO, IGOR JOVENTINO; DIAS, EMERSON GONCALVES; DOS SANTOS, RAYSSA LIMA; DOS SANTOS, EDNILZA MARANHAO. The advertisement call of Physalaemus caete Pombal & Madureira, 1997 (Anura: Leptodactylidae: Leiuperinae), an endangered species endemic to Brazil's northern Atlantic Forest. Zootaxa, v. 4822, n. 3, p. 439-442, AUG 6 2020. Citações Web of Science: 0.
DE PAULA ALVES BEZERRA, LUISA MARIA; DE VARGAS, WANDERLEIA; CANDIDO, ELISA SILVA; COBRA E MONTEIRO, THIAGO; VATANPARAST, MOHAMMAD; FORTUNA PEREZ, ANA PAULA. Rhynchosia mineira (Leguminosae: Papilionoideae), a new and critically endangered species from Minas Gerais, Brazil. Kew Bulletin, v. 74, n. 4 DEC 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.