Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um scaffold de quitosana contendo sinvastatina: análise da citocompatibilidade e bioatividade em cultura de células pulpares humanas

Processo: 17/10658-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Carlos Alberto de Souza Costa
Beneficiário:Filipe Koon Wu Mon
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Células-tronco   Biomateriais   Engenharia tecidual   Tecidos suporte   Polpa dentária

Resumo

A formulação de scaffolds biocompatíveis e bioativos, capazes de induzir a diferenciação odontoblástica de células tronco pulpares, é de grande interesse para a área da biotecnologia e engenharia tecidual aplicada à regeneração do complexo dentino-pulpar. Assim, no presente estudo será proposto o desenvolvimento de scaffolds à base de quitosana com potencial para liberar dosagens bioativas de sinvastatina (SV), visando a indução de fenótipo odontoblástico em células tronco pulpares humanas (DPSCs). Uma solução a 2% de quitosana em ácido acético a 2% será aplicada em moldes de teflon, seguido de congelamento à -80oC e liofilização à -56oC, para obtenção de um scaffold poroso. A SV será incorporada antes ou após do processamento do scaffold, sendo a porcentagem de liberação avaliada (espectrofotômetro) para determinação das concentrações finais a serem incorporadas, de forma que os biomateriais formulados sejam capazes de liberar concentrações entre 0,1 e 0,01 M de SV. As DPSCs serão semeadas sobre a superfície dos scaffolds para avaliação da viabilidade, adesão e espalhamento celular (microscopia de fluorescência), bem como da capacidade destas células em expressar DSPP, DMP-1 e ALP (PCR tempo real). Os dados numéricos obtidos através da aplicação dos protocolos laboratoriais serão submetidos à análise estatística específica. (AU)