Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos agudos da fotobiomodulação sobre variáveis respiratórias e capacidade funcional em indivíduos com doença pulmonar obstrutiva crônica

Processo: 17/06264-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Antonio Roberto Zamunér
Beneficiário:Guilherme Henrique Martins de Souza
Instituição-sede: Centro de Ciências da Saúde. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Doença pulmonar obstrutiva crônica   Testes de função respiratória   Fototerapia   Terapia a laser de baixa intensidade   Fisioterapia

Resumo

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é considerada uma das principais causas de mortalidade e incapacidade global. Dentre as alterações presentes na DPOC, destaca-se a disfunção musculoesquelética, a qual contribui para limitar a capacidade funcional, a saúde e qualidade de vida desses pacientes. Recentemente, a fotobiomodulação tem ganhado destaque por se demonstrar um recurso eficaz em promover melhora do desempenho muscular de atletas e algumas patologias. Entretanto, são incipientes na literatura estudos que propuseram a utilização da fotobiomodulação para a melhora do desempenho muscular de indivíduos com doenças respiratórias. Objetivo: avaliar os efeitos agudos da fotobiomodulação sobre a função pulmonar, força muscular respiratória, mobilidade tóracoabdominal e capacidade funcional em indivíduos com DPOC. Material e métodos: Será realizado um ensaio clínico cruzado, duplo cego, controlado, randomizado. Participarão do estudo 20 voluntários, do gênero masculino, com diagnóstico de DPOC. Todos os voluntários serão submetidos, aleatoriamente, a duas sessões de fotobiomodulação: 1) uma sessão de fotobiomodulação efetiva direcionada à região dos principais músculos respiratórios por meio de um cluster de 69 light-emitting diodes (LEDs), contendo 35 LEDs na faixa do vermelho (630 ± 10 nm; 10 mW; 0,2 cm2) e 34 LEDs na faixa do infravermelho próximo (830 ± 20 nm; 10 mW; 0,2 cm2); 2) uma sessão de fotobiomodulação sham, na qual serão seguidos os mesmos procedimentos da sessão efetiva, porém o equipamento não emitirá luz. Todos os voluntários serão avaliados em três momentos: 1) Pré-intervenção, 2) 1 hora após a intervenção e 3) 24 horas após a intervenção. Será realizado washout de uma semana entre as sessões de intervenção. Todos os voluntários serão submetidos à avaliação da função pulmonar, por meio da espirometria, das pressões respiratórias máximas, por meio da manovacuômetria, e da mobilidade tóracoabdominal por meio da cirtometria nos níveis axilar, xifoideano e abdominal. Na linha de base e 24 horas após a intervenção, também será avaliada a capacidade funcional por meio do teste de caminhada de 6 minutos. Para a análise dos dados será adotado um nível de significância de 5%. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.