Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de melaço de cana de açúcar "in natura" e hidrolisado no cultivo da microalga ankistrodesmus gracilis (reinsch) korshikov em meios alternativos

Processo: 17/11001-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Lúcia Helena Sipaúba Tavares
Beneficiário:Mayara Galatti Tedesque
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Meios de cultura   Macrófitas   Limnologia

Resumo

O presente estudo tem como objetivo avaliar o uso de carbono orgânico, através do melaço da cana de açúcar, na taxa de crescimento e no desenvolvimento da microalga Ankistrodesmus gracilis utilizando o meio comercial CHU12 e seis meios alternativos sendo um de fertilizante inorgânico NPK (20:5:20) e cinco de macrófitas: Eichhornia crassipes, Eichhornia azurea, Salvinia auriculata, Lemna minnor e Azolla filiculoides. A escolha destas plantas está associada aos estudos anteriores de crescimento de microalga. A sobrevivência e desenvolvimento das microalgas dependem de vários fatores, dentre eles o meio de cultura, que influência de forma direta na qualidade da microalga produzida e fontes de carbono para seu crescimento.Serão avaliados os aspectos da biologia, taxa de crescimento, aspectos bioquímicos e qualidade nutricional da microalga além, do custo/benefício dos meios utilizados. A fonte de carbono orgânico a partir do melaço da cana de açúcar será utilizada em duas formas: "in natura" e hidrolisada, sendo que esta última forma permite a rápida transformação da sacarose em glicose e frutose disponibilizando de forma direta para a microalga. O objetivo do presente estudo é avaliar o uso do carbono orgânico nas taxas de crescimento e desenvolvimento da microalga Ankistrodesmus gracilis. A fonte de carbono será o melaço de cana de açúcar. O cultivo da alga será realizado com o meio de cultura comercial CHU12 e seis meios de cultura alternativos. Um deles é composto por fertilizante inorgânico NPK (20:5:20) e os outros são compostos por cinco macrófitas: Eichhornia crassipes, Eichhornia azurea, Salvinia auriculata, Lemna minor e Azolla filiculoides. A sobrevivência e o desenvolvimento das microalgas dependem de vários fatores, dentre eles o meio de cultura, que influência de forma direta na qualidade da microalga produzida e disponibilidade das fontes de carbono para seu crescimento. Aspectos da biologia e da qualidade nutricional da microalga serão avaliados, assim como a relação custo/benefício dos meios utilizados. A fonte de carbono será fornecida em duas formas do melaço: "in natura" e hidrolisada. A última forma permite a rápida transformação da sacarose em glicose e frutose, que serão disponibilizados diretamente para a microalga. A utilização em meios de cultura do melaço de cana de açúcar, amplamente encontrado nesta região, poderá dar a este produto outra finalidade. Ele poderá ser utilizado como aditivo biológico para as microalgas, uma vez que podem ser utilizadas em diferentes setores da indústria, como na produção de biodiesel. E as macrófitas aquáticas são consideradas resíduos biológicos na aquicultura. E quando o manejo dos sistemas de produção é inadequado, apresentam alta taxe de crescimento. Assim, este estudo pode prover informações sobre uma nova destinação para as macrófitas aquáticas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
L. H. SIPAÚBA-TAVARES; M. G. TEDESQUE; B. SCARDOELI-TRUZZI. Evaluation of the effects of sugarcane molasses as a carbon source for Ankistrodesmus gracilis and Haematococcus pluvialis (Chlorophyceae). Brazilian Journal of Biology, n. ahead, p. -, 2019.
L. H. SIPAÚBA-TAVARES; B. SCARDOELI-TRUZZI; D. C. FENERICK; M. G. TEDESQUE. Comparison of photoautotrophic and mixotrophic cultivation of microalgae Messastrum gracile (Chlorophyceae) in alternative culture media. Brazilian Journal of Biology, n. ahead, p. -, 2019.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TEDESQUE, Mayara Galatti. Uso de melaço de cana-de-açúcar "in natura" e hidrolisado no cultivo da microalga Ankistrodesmus gracilis (Reinsch) Korshikov em meios alternativos. 2019. 82 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.