Busca avançada
Ano de início
Entree

Carlos Alberto Pinto Fonseca (1933-2006): investigando o desenvolvimento de uma escola de regência brasileira

Processo: 17/01991-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Susana Cecilia Almeida Igayara de Souza
Beneficiário:Caio Arcolini Jacoe
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Regência (música)   Composição musical   Compositores   Coral (música)

Resumo

Este projeto de iniciação científica tem como objetivos analisar a trajetória e o legado de Carlos Alberto Pinto Fonseca, um dos maiores regentes e compositores brasileiros do século XX. Na posição de regente, esteve durante quarenta anos à frente do Ars Nova, Coral da UFMG; coral brasileiro que esteve entre os mais premiados internacionalmente. O projeto serve-se de metodologia mista, com revisão bibliográfica, entrevistas semi-diretivas e observação de ensaios corais (trabalho de campo), a partir de protocolo elaborado na pesquisa. Para a discussão e problematização dos dados, serão utilizados métodos comparativos e análise qualitativa, servindo-se de bibliografia estabelecida na área de estudos específica, tanto metodologicamente como na análise dos aspectos históricos. Conceitualmente, o projeto pretende discutir a pertinência do conceito de "escolas de regência" e sua aplicabilidade no caso de Carlos Alberto Pinto Fonseca. Como resultado, pretende colaborar para a discussão de práticas e repertórios corais no Brasil e suas formas de transmissão e, de uma forma mais ampla, contribuir para um maior conhecimento da história do canto e da regência coral no Brasil, a partir da discussão sobre a trajetória profissional de Fonseca e da continuidade e / ou renovação de métodos técnicos por seus alunos. (AU)