Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação parácrina mediada por vesículas extracelulares entre as células mesangiais e podócitos em hipóxia e sua contribuição para fibrose.

Processo: 17/03229-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Fernanda Teixeira Borges
Beneficiário:Bianca Castino
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hipóxia   Nefrologia   Células mesangiais   Exossomos   Podócitos

Resumo

Na hipóxia é observada tanto a injúria tubulointersticial quanto a glomerular. O podócito é uma das primeiras células sujeitas a isquemia e, no glomérulo, a células mesangial fica em oposição ao podócito, separados apenas pela membrana basal. Assim, é possível supor que ocorre um mecanismo de comunicação intercelular, principalmente em condições lesivas como na hipóxia. O objetivo deste trabalho é analisar a comunicação in vitro entre podócitos e células mesangiais através de vesículas extracelulares em condições de hipóxia e seu efeito na via do TGF-²1 e produção de proteínas de matriz extracelular.Podócitos serão submetidos a hipóxia (1%O2, 5%CO2) e normóxia (21%O2 e 5%CO2) durante 48h. Exossomos (50 µg/ml) serão extraídos do meio de cultura e utilizados no tratamento de células mesangiais durante 48h. Análise da expressão gênica para angiotensinogênio e pré-pró-endotelina-1 será avaliada por PCR em tempo real e a síntese protéica para endotelina-1, angiotensina II, TGF-²1, colágeno 1, fibronectina serão avaliadas por western blot. O aumento no cácio intracelular em células mesangiais será analisado por citometria de fluxo para o marcador fluorescente Fluo 4AM e a proliferação celular será avaliada pelo MTT. Podócitos serão transfectados com CD63 marcado com GFP e utilizado em co-cultura com células mesangiais por meio de um inserto em trans-well. A captação dos exossomos pelas células mesangiais será avaliada por meio de uma imunofluorescência para GFP. (AU)