Busca avançada
Ano de início
Entree

Proteínas de interação da EPPIN no espermatozoide de camundongos: identificação, expressão e potenciais papéis fisiológicos

Processo: 17/11363-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Erick José Ramo da Silva
Beneficiário:Noemia Aparecida Partelli Mariani
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/08227-0 - Estudo da EPPIN como macromolécula-alvo para contracepção masculina: desenvolvimento de modelo animal para avaliar a eficácia de fármacos contraceptivos masculinos, AP.JP
Assunto(s):Reprodução animal   Espermatozoides   Fertilidade animal   Dispositivos anticoncepcionais   Camundongos   Inibidores de proteases

Resumo

O gene EPPIN (Epididymal protease inhibitor) é um membro da superfamília de inibidores de protease, reconhecido como um alvo promissor para a contracepção masculina devido ao seu papel crítico na fertilidade. A EPPIN é expressa pelas células epiteliais do epidídimo e está presente na superfície dos espermatozoides humanos, onde atua inibindo a motilidade espermática após a ejaculação pela interação com a proteína seminal Semenogelina-1. Pouco se conhece, no entanto, sobre os mecanismos pelos quais a EPPIN modula a motilidade do espermatozoide in vivo, bem como o seu papel em outras funções do trato reprodutor masculino. Desvendar como esse gene regula a fertilidade do macho é, nesse momento, um dos objetivos do nosso laboratório. Neste projeto, propomos identificar as proteínas de interação da EPPIN no trato reprodutor masculino do camundongo (Mus musculus), correlacionando a sua expressão com a da EPPIN. Realizaremos ensaios de proteômica, para identificação das proteínas de interação da EPPIN na superfície do espermatozoide e no epidídimo de camundongos adultos, e de Western blot e imuno-histoquímica, para avaliar a expressão e distribuição celular dessas proteínas. Os resultados deste projeto contribuirão para ampliar nosso conhecimento sobre aspectos evolutivos do EPPIN, do seu papel no trato reprodutor masculino, bem como para o seu desenvolvimento como alvo terapêutico para controle da fertilidade masculina. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVA, ALAN A. S.; RAIMUNDO, TAMIRIS R. F.; MARIANI, NOEMIA A. P.; KUSHIMA, HELIO; AVELLAR, MARIA CHRISTINA W.; BUFFONE, MARIANO G.; PAULA-LOPES, FABIOLA F.; MOURA, MARCELO T.; SILVA, ERICK J. R.. issecting EPPIN protease inhibitor domains in sperm motility and fertilizing ability: repercussions for male contraceptive developmen. MOLECULAR HUMAN REPRODUCTION, v. 27, n. 12, . (19/13661-1, 15/08227-0, 17/11363-8)
MARIANI, NOEMIA A. P.; CAMARA, ALINE C.; SILVA, ALAN ANDREW S.; RAIMUNDO, TAMIRIS R. F.; ANDRADE, JULIANA J.; ANDRADE, ALEXANDRE D.; ROSSINI, BRUNO C.; MARINO, CELSO L.; KUSHIMA, HELIO; SANTOS, LUCILENE D.; et al. Epididymal protease inhibitor (EPPIN) is a protein hub for seminal vesicle-secreted protein SVS2 binding in mouse spermatozoa. Molecular and Cellular Endocrinology, v. 506, . (17/11363-8, 16/23025-7, 15/08227-0)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARIANI, Noemia Aparecida Partelli. Proteínas de interação da EPPIN no espermatozoide de camundongos: identificação, expressão e potenciais papeis fisiológicos. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Biociências. Botucatu Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.