Busca avançada
Ano de início
Entree

Manejo e coinoculação de microrganismos (Bradyrhizobium japonicum, Azospirillum brasilense, Bacillus subtilis e metabólitos microbianos) na cultura da soja

Processo: 16/23699-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Carlos Alexandre Costa Crusciol
Beneficiário:Luiz Gustavo Moretti de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/14892-4 - Montagem e interação da comunidade microbiana na rizosfera de soja inoculada com consórcio de fixadores de nitrogênio, BE.EP.DR
Assunto(s):Bactérias

Resumo

A soja (Glycine max (L.) Merrill) é uma das mais importantes culturas na economia mundial. No Brasil, a inoculação de sementes de soja com bactérias fixadoras de nitrogênio atmosférico é essencial, e dispensa a necessidade de adubação complementar com nitrogênio, gerando uma economia de aproximadamente 7 milhões de dólares para o país. O uso de bactérias promotoras de crescimento em plantas tem sido utilizado em conjunto com a Bradyrhizobium a fim de otimizar a nodulação e gerar respostas positivas em produtividade. Dessa forma, o trabalho tem como objetivo avaliar os efeitos da coinoculação por Bradyrhizobium japonicum, Azospirillum brasilense, Bacillus subtilis e Metabólitos Microbianos na fixação biológica de nitrogênio, desenvolvimento de plantas e produtividade. Serão desenvolvidos dois trabalhos experimentos simultâneos para cada safra (2016/17 - 2017/18) de mesmo delineamento experimental, um a campo e outro em Estufa de Vegetação na UNESP - Faculdade de Ciências Agronômicas, localizada no município de Botucatu (SP), com delineamento experimental de blocos casualizados dispostos em um esquema fatorial 2 x 8, com quatro repetições, ou seja, dois cultivares de soja (um de ciclo precoce e hábito de crescimento indeterminado, e outro de ciclo tardio e hábito de crescimento determinado), os tratamentos de inoculação serão constituídos por oito combinações entre: Bradyrhizobium japonicum (inoculado via semente, concentração de 2,8 milhões de células semente-1), metabólitos microbianos (inoculado em via semente, concentração de 1,2 milhões de células semente-1), Bacillus subtilis (pulverização foliar no estádio fenológico - V3, dose de 2 L /ha-1), Azospirillum brasilense (pulverização foliar no estádio fenológico - V4, dose de 300 mL /ha-1). A semeadura será realizada em dezembro de 2016 e 2017. Serão analisados: os teores nutricionais foliares, nodulação, avaliações diretas e indiretas do sistema radicular, componentes de produção, produtividade e atividade da fixação biológica de nitrogênio. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.