Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do uso de hipolipemiantes na função endotelial e na rigidez vascular de pacientes com dermatomiosite e polimiosite: estudo prospectivo, duplo cego, randomizado e controlado

Processo: 16/20371-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Samuel Katsuyuki Shinjo
Beneficiário:Isabela Bruna Pires Borges
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dermatomiosite   Polimiosite   Dislipidemias   Endotélio   Reumatologia   Síndrome metabólica

Resumo

A dermatomiosite (DM) e polimiosite (PM) são miopatias inflamatórias idiopáticas caracterizadas pela presença de fraqueza muscular proximal progressiva e insidiosa dos membros. A síndrome metabólica (SM) é uma série de distúrbios bioquímicos e fisiológicos caracterizados por alteração de glicemia de jejum, obesidade central, dislipidemia e hipertensão arterial sistêmica. A relevância clínica da SM está relacionada ao seu papel no desenvolvimento de doenças cardiovasculares e de diabetes mellitus. A presença de SM também está diretamente relacionada ao estabelecimento de disfunção endotelial vascular e rigidez arterial, as quais acarretam no aumento da morbimortalidade cardiovascular.Há poucos estudos que descrevem a prevalência da SM em doenças reumatológicas autoimunes sistêmicas variando de 14 a 62,8% e, portanto, maior que na população geral. Essa alta prevalência sugere que a presença destas doenças autoimunes sistêmicas ou o tratamento instituído influenciam no risco de desenvolvimento da SM. Nosso grupo de pesquisa foi pioneiro em demonstrar uma alta prevalência de SM em pacientes com DM/PM, caracterizada por níveis séricos elevados de colesterol total, LDL-colesterol e triglicérideos, além de nível sérico baixo de HDL-colesterol. A alta prevalência de SM, em particular a dislipidemia, em DM/PM, juntamente com o uso crônico de corticosteroides, presença de incapacidade funcional, tendência ao sedentarismo ou até mesmo a restrição ao leito por alguns pacientes, aumentam o risco cardiovascular e mortalidade nesta população. A identificação destes fatores de risco de doenças cardiovasculares em pacientes com DM/PM é de suma importância na prática clínica para que uma intervenção precoce, principalmente, sobre os fatores de risco modificáveis minimizando assim os riscos cardiovasculares. O presente estudo é um ensaio clínico, duplo cego e randomizado. Faz parte de uma série de ensaios clínicos que visam aprofundar o conhecimento sobre efeito de hipolipemiantes na função endotelial e na rigidez vascular de pacientes com DM e PM. Até o presente momento, não se sabe exatamente o impacto quanto ao uso hipolipemiantes em pacientes com diagnósticos definidos de DM/PM. Embora não comprovado cientificamente, acredita-se que essas drogas podem eventualmente reativar ou piorar a atividade da doença, motivo pelo qual tem se evitado a sua utilização na prática médica nesta população. Além disto, não é também conhecido o impacto do uso de hipolipemiantes na função endotelial e rigidez arterial de pacientes com DM/PM, o que nos motivou a realizar o presente estudo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (6)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; DE OLIVEIRA, DIEGO SALES; MISSE, RAFAEL GIOVANI; DOS SANTOS, ALEXANDRE MOURA; COSTA HONG, VALERIA APARECIDA; BORTOLOTTO, LUIZ APARECIDO; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. Safety of Atorvastatin in Patients With Stable Systemic Autoimmune Myopathies A Pilot Longitudinal Study. JCR-JOURNAL OF CLINICAL RHEUMATOLOGY, v. 27, n. 6, p. S236-S241, . (16/19771-5, 16/23574-0, 18/08735-3, 17/13109-1, 16/20371-1)
DE OLIVEIRA, DIEGO SALES; PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; DE SOUZA, JEAN MARCOS; GUALANO, BRUNO; RODRIGUES PEREIRA, ROSA MARIA; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. Exercise training attenuates insulin resistance and improves beta-cell function in patients with systemic autoimmune myopathies: a pilot study. CLINICAL RHEUMATOLOGY, v. 38, n. 12, p. 3435-3442, . (16/19771-5, 16/20371-1, 17/13109-1)
PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. Safety of statin drugs in patients with dyslipidemia and stable systemic autoimmune myopathies. RHEUMATOLOGY INTERNATIONAL, v. 39, n. 2, p. 311-316, . (15/12628-0, 16/20371-1)
DOS SANTOS, ALEXANDRE MOURA; MISSE, RAFAEL GIOVANI; PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. The aerobic capacity in patients with antisynthetase syndrome and dermatomyositis. ADVANCES IN RHEUMATOLOGY, v. 60, n. 1, . (17/13109-1, 16/23574-0, 18/08735-3, 16/20371-1)
MISSE, RAFAEL GIOVANI; PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. Endothelial function features and properties of large vessel behavior in systemic autoimmune diseases: a cross-talk among cardiovascular disease risk factors. AUTOIMMUNITY REVIEWS, v. 18, n. 6, p. 637-638, . (17/13109-1, 16/23574-0, 16/20371-1)
SAMARA PEREIRA ALVES; MARILDA GUIMARÃES SILVA; ISABELA BRUNA PIRES BORGES; SAMUEL KATSUYUKI SHINJO. PACIENTES COM DERMATOMIOSITE/POLIMIOSITE PURA E AUTOANTICORPO ANTI-PM/SCL SEMEMLHANTE À SÍNDROME ANTI-SINTETASE. MedicalExpress (São Paulo, online), v. 5, . (16/20371-1)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BORGES, Isabela Bruna Pires. O uso da atorvastatina é seguro em pacientes com miopatias autoimunes sistêmicas?: estudo prospectivo, duplo cego, randomizado e controlado. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina (FM/SBD) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.