Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações morfofuncionais nos melanomacrófagos hepáticos de Physalaemus cuvieri (Anura: Leptodactylidae) induzidas pelo contaminante benzo[alfa]pireno.

Processo: 17/07971-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 01 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Classius de Oliveira
Beneficiário:Lara Zácari Fanali
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/07989-1 - Efeitos do benzo[a]pireno no citoesqueleto e na dispersão de melanina dos melanomacrófagos hepáticos de peixes e anfíbios, BE.EP.DR
Assunto(s):Citoesqueleto

Resumo

Anuros são vulneráveis a diversos poluentes. O benzo[alfa]pireno (BaP) é um contaminante com propriedades hepatotóxicas, imunotóxicas e genotóxicas. Metabolizado pela enzima P450 (CYP1A1) produz subprodutos tóxicos que podem levar à morte dos organismos. Porém, células de defesa auxiliam no processo de detoxificação. Melanomacrófagos (MMs) são células fagocíticas que produzem melanina, e os grânulos de melanina podem agregar/dispersar pelo citoesqueleto (microtúbulos e filamentos de actina). De acordo com a hipótese de que o BaP é genotóxico, afeta a produção de melanina, os microtúbulos e a fagocitose, nossos objetivos serão: avaliar a dispersão da área de melanina dos MMs hepáticos; quantificar a produção de melanina dos MMs; avaliar atividade fagocítica dos MMs, alterações do BaP no citoesqueleto; avaliar efeitos genotóxicos. Conforme a hipótese de que o ±-naftoflavona (Anf), inibidor da CYP, reduz os subprodutos do BaP, temos o objetivo de analisar como o Anf atua, realizando as mesmas análises feitas com o BaP. Os tempos serão de 48 horas e 7 dias, as doses serão 2mg/kg de BaP e 20mg/kg de Anf. Haverá experimentos com BaP; azul de tripan + BaP; Anf + BaP; azul de tripan + Anf + BaP. Para as análises histológicas seguir-se-ão os procedimentos para inclusão em historesina e análise em microscopia de luz da área de melanina e fagocitose (azul de tripan). A quantidade de melanina será medida por ELISA. Para os microtúbulos, pellets com MMs serão analisados em microscópio de fluorescência. Para anormalidades nucleares o sangue será extraído e seguir-se-ão os procedimentos para análise. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRANCO-BELUSSI, LILIAN; FANALI, LARA ZACARI; DE OLIVEIRA, CLASSIUS. UV-B affects the immune system and promotes nuclear abnormalities in pigmented and non-pigmented bullfrog tadpoles. JOURNAL OF PHOTOCHEMISTRY AND PHOTOBIOLOGY B-BIOLOGY, v. 180, p. 109-117, MAR 2018. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.