Busca avançada
Ano de início
Entree

Processamento de nanomateriais bidimensionais em fase líquida para eletrônica impressa e flexível

Processo: 17/15882-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 15 de outubro de 2017
Vigência (Término): 14 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Lauro Tatsuo Kubota
Beneficiário:Ana Carolina Mazarin de Moraes
Supervisor no Exterior: Mark Hersam
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Northwestern University, Evanston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/04739-9 - Fabricação de imunossensores do tipo transistor de efeito de campo (FET) baseados em grafenos quimicamente modificados para detecção ultrassensível de biomarcadores de câncer de pulmão, BP.PD
Assunto(s):Grafenos

Resumo

Os materiais bidimensionais (2D) têm atraído grande atenção nos últimos anos devido às suas excelentes propriedades eletrônicas, mecânicas e ópticas, tornando-os altamente versáteis como blocos de construção para uma variedade de aplicações. Os materiais 2D podem ser produzidos a partir da esfoliação em fase líquida (LPE) de seus sólidos estendidos em solventes orgânicos e/ou surfactantes, sem reações químicas, no qual a energia requerida para laminar os sólidos em monocamadas é fornecida por ultrassom ou misturador de cisalhamento. As dispersões resultantes são estáveis e altamente processáveis, ideais para formulação de tintas e integração em dispositivos eletrônicos impressos. Além disso, o LPE é um método promissor para produção em escala industrial de materiais 2D. Este projeto visa desenvolver formulações de tintas baseadas em nanomateriais 2D para eletrônica impressa. Basicamente, as nanofolhas 2D serão produzidas a partir de LPE de sólidos lamelares. A separação por espessura e tamanho das nanofolhas será realizada por meio de métodos de separação baseados em centrifugação. As dispersões estáveis e monodispersas serão processadas para resultar em formulações de tintas adequadas para tecnologia de impressão a jato de tinta. Diferentes elementos de dispositivos eletrônicos serão impressos a jato de tinta em substratos flexíveis, formando heteroestruturas bem definidas: grafeno como material condutor para contatos elétricos e conexões, dissulfeto de molibdênio como canal semicondutor e nitreto de boro hexagonal como isolante e dielétrico. Estas heteroestruturas impressas podem ser integradas em dispositivos do tipo transistor de efeito de campo, que surgiram como plataformas eletrônicas modelo para o estudo das propriedades dos materiais. A possibilidade de integrar dois ou mais materiais 2D em estruturas bem definidas abre novos caminhos para a criação de novos dispositivos funcionais para aplicações em optoeletrônica, sensores, armazenamento de energia e assim por diante.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE MORAES, ANA C. M.; HYUN, WOO JIN; SEO, JUNG-WOO T.; DOWNING, JULIA R.; LIM, JIN-MYOUNG; HERSAM, MARK C. Ion-Conductive, Viscosity-Tunable Hexagonal Boron Nitride Nanosheet Inks. ADVANCED FUNCTIONAL MATERIALS, v. 29, n. 39 AUG 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.