Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da disponibilidade e bioacessibilidade de metais potencialmente tóxicos em solo residual

Processo: 17/15024-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 27 de outubro de 2017
Vigência (Término): 26 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Valéria Guimarães Silvestre Rodrigues
Beneficiário:Jéssica Pelinsom Marques
Supervisor no Exterior: Eduardo Anselmo Ferreira da Silva
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Aveiro (UA), Portugal  
Vinculado à bolsa:16/17894-2 - Caracterização geológica e geotécnica de misturas de solo residual do município de Eldorado Paulista (SP) com materiais reativos orgânicos, BP.MS
Assunto(s):Poluição do solo   Contaminação

Resumo

A avaliação da adsorção tem papel fundamental no estudo da retenção de metais potencialmente tóxicos em materiais geológicos. O estudo da adsorção de Pb, Zn e Cd por solos residuais naturais e por misturas destes solos com turfa e composto orgânico está sendo realizados no Projeto de Mestrado desenvolvido no Brasil. Entretanto, apenas a caracterização do comportamento de adsorção e a determinação da quantidade total de metais que o solo é capaz de reter, não fornecem informações sobre a labilidade desses metais, a força com que estão retidos no solo e sua potencial remobilização. Esse tipo de informação, bem como a biodisponibilidade e bioacessibilidade desses metais, é essencial no entendimento dos futuros impactos que esses elementos podem vir a causar ao meio ambiente. Sabe-se também que, além de características como os teores de argila, de matéria orgânica e o pH do solo, a mineralogia exerce influência sobre a retenção dos contaminantes, inclusive as formas de óxidos e hidróxidos, que podem ser comuns nos solos tropicais e por isso devem ser estudadas de forma mais detalhada. Assim, o estágio de pesquisa no exterior (BEPE), no Departamento de Geociências da Universidade de Aveiro, em Portugal, sob orientação do Prof. Dr. Eduardo Anselmo Ferreira da Silva, possibilitará a realização de ensaios para uma análise mais aprofundada da mineralogia do solo que vem sendo estudado no projeto de mestrado, principalmente quanto aos óxidos de ferro, além de estudo referente às formas de interação dos metais adsorvidos nas frações do solo, através de procedimentos de extração sequencial, e também a avaliação da bioacessibilidade destes metais, através de procedimento in vitro. Dessa maneira, complementa-se o entendimento de como se dá a retenção dos metais Pb, Zn e Cd no solo (esses foram adicionados no solo, visando avaliar a capacidade de retenção, isso foi realizado a partir do ensaio de equilíbrio em lote, no projeto desenvolvido no mestrado), seu potencial de remobilização depois de adsorvidos, e os danos que isso poderia vir a causar. (AU)