Busca avançada
Ano de início
Entree

Desvendando agressividade: estudo de imagem do cérebro agressivo

Processo: 17/10466-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 07 de agosto de 2017
Vigência (Término): 06 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Raquel Chacon Ruiz Martinez
Beneficiário:Flavia Venetucci Gouveia
Supervisor no Exterior: Mallar Chakravarty
Instituição-sede: Hospital Sírio-Libanês. Sociedade Beneficente de Senhoras (SBSHSL). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : McGill University, Montreal, Canadá  
Vinculado à bolsa:13/20602-5 - Análise prospectiva dos resultados funcionais da amigdalotomia bilateral assistencial em pacientes com agressividade refratária, BP.DR
Assunto(s):Neuroanatomia   Hipotálamo   Transtorno do espectro autista

Resumo

A agressividade humana é um comportamento complexo que envolve aspectos fisiológicos e sociais. Tem alta prevalência em indivíduos que sofrem de transtornos neuropsiquiátricos e é uma das principais comorbidades que resulta na institucionalização dos pacientes. Muitas estruturas encefálicas tem sido relatadas como responsáveis pelo comportamento agressivo. Entretanto, a hiperativação da amígdala e a deficiência do controle do córtex pré frontal são fundamentais na expressão desse comportamento. Apesar dos tratamentos farmacológicos serem eficazes na maior parte dos pacientes, existe uma parcela que não responde adequadamente e é considerada refratária à medicação. Nesse projeto, iremos estudar indivíduos com transtorno do espectro autista refratários e não refratários à medicação que apresentam fenótipo de alto nível de agressividade. Nossa investigação irá melhorar o conhecimento acerca da neurobiologia da agressividade através da avaliação do volume e conectividade da amígdala, córtex pré frontal e hipotálamo.

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOUVEIA, FLAVIA VENETUCCI; GERMANN, JURGEN; DE MORAIS, ROSA; FONOFF, ERICH TALAMONI; HAMANI, CLEMENT; ALHO, EDUARDO JOAQUIM; BRENTANI, HELENA; MARTINS, ANA PAULA; DEVENYI, GABRIEL; PATEL, RAIHAAN; STEELE, CHRISTOPHER; GRAMER, ROBERT; CHAKRAVARTY, MALLAR; RUIZ MARTINEZ, RAQUEL CHACON. Longitudinal Changes After Amygdala Surgery for Intractable Aggressive Behavior: Clinical, Imaging Genetics, and Deformation-Based Morphometry Study-A Case Series. NEUROSURGERY, v. 88, n. 2, p. E158-E169, FEB 2021. Citações Web of Science: 0.
GOUVEIA, FLAVIA VENETUCCI; GERMANN, JUERGEN; DEVENYI, GABRIEL A.; MORAIS, ROSA M. C. B.; SANTOS, ANA PAULA M.; FONOFF, ERICH T.; HAMANI, CLEMENT; BRENTANI, HELENA; CHAKRAVARTY, M. MALLAR; MARTINEZ, RAQUEL C. R. Refractoriness of aggressive behaviour to pharmacological treatment: cortical thickness analysis in autism spectrum disorder. BJPSYCH OPEN, v. 6, n. 5 SEP 2020. Citações Web of Science: 0.
ANTUNES, GEIZA FERNANDA; GOUVEIA, FLAVIA VENETUCCI; REZENDE, FABIANA STRAMBIO; DE JESUS SENO, MIDIA DIAS; DE CARVALHO, MILENE CRISTINA; DE OLIVEIRA, CAROLINE CRUZ; TOSATI DOS SANTOS, LENNON CARDOSO; DE CASTRO, MARINA CORREIA; KUROKI, MAYRA AKEMI; TEIXEIRA, MANOEL JACOBSEN; OTOCH, JOSE PINHATA; BRANDAO, MARCUS LIRA; FONOFF, ERICH TALAMONI; RUIZ MARTINEZ, RAQUEL CHACON. Dopamine modulates individual differences in avoidance behavior: A pharmacological, immunohistochemical, neurochemical and volumetric investigation. NEUROBIOLOGY OF STRESS, v. 12, MAY 2020. Citações Web of Science: 0.
GOUVEIA, FLAVIA VENETUCCI; HAMANI, CLEMENT; FONOFF, ERICH TALAMONI; BRENTANI, HELENA; LOPES ALHO, EDUARDO JOAQUIM; CAMPELO BORBA DE MORAIS, ROSA MAGALY; DE SOUZA, ALINE LUZ; RIGONATTI, SERGIO PAULO; MARTINEZ, RAQUEL C. R. Amygdala and Hypothalamus: Historical Overview With Focus on Aggression. NEUROSURGERY, v. 85, n. 1, p. 11-30, JUL 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.