Busca avançada
Ano de início
Entree

Efetividade e segurança dos repelentes comercializados no Brasil contra a picada dos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus: revisão sistemática

Processo: 17/07813-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Cristiane de Cássia Bergamaschi
Beneficiário:Maria Raquel Gomes Fernandes
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Sorocaba (UNISO). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Vírus Zika   Dengue   Febre de Chikungunya   Repelentes de insetos

Resumo

Dengue, zika e chikungunya acometem principalmente a população de países tropicais e acarretam importantes problemas de saúde pública. A prevenção é o meio mais eficaz de combate destas doenças e depende principalmente de controle do mosquito vetor e proteção pessoal por meio do uso de repelentes. Não há evidência disponível a respeito da efetividade e segurança das substâncias repelentes comercializadas no Brasil. Objetivos: Avaliar a efetividade e segurança dos produtos contendo repelentes comercializados no Brasil contra a picada do Aedes aegypti e Aedes Albopictus. Métodos: Será desenvolvida uma revisão sistemática de estudos randomizados e não randomizados comparando os produtos contendo repelentes registrados na Agência de Vigilância Sanitária em comparação ao grupo controle (placebo ou controle ativo). Usando termos que inclui todos os repelentes comercializados no Brasil: DEET, icaridina, IR3535 e os derivados de plantas Cymbopogon nardus (citronela), Carapa guianensis (andiroba) e Eucalyptus globulus (eucalipto) serão pesquisadas as seguintes bases de dados: Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL), MEDLINE, EMBASE, CINAHL, Web of Science, Health Star, AMED, LILACS, CAB abstracts, Clinical trial.gov, registros de ensaios clínicos da OMS e o banco nacional de teses CAPES; sem restrição de idioma ou data de publicação. Desfechos de interesse incluem: incidência da infecção por vírus da Zika, Dengue e Chikungunya, incidência de efeitos adversos, eventos adversos (EA) e EA graves, tempo médio de proteção contra a picada, tempo de proteção e 95%, porcentagem de repelência e dose mínima efetiva. Uma equipe de revisores irá avaliar cada estudo, de forma independente e em duplicata. Para os estudos elegíveis, os mesmos revisores irão realizar a extração de dados e a avaliação de risco de viés. Resultados esperados: Os resultados deste estudo podem trazer novas informações sobre a efetividade e segurança no uso de repelentes para enfermidades que epidemiologicamente representam grandes problemas para saúde pública de vários países. Avaliar repelentes a base de plantas medicinais brasileiras, comercializados no Brasil também pode validar o uso de tais produtos e contribuir para maior conhecimento sobre os recursos naturais brasileiros contra estes vetores. Este estudo também poderá identificar áreas-chaves para investigações futuras. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.