Busca avançada
Ano de início
Entree

Fracionamento bioquímico e avaliação da imunogenicidade do colágeno V em esclerose sistêmica

Processo: 17/11865-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunoquímica
Pesquisador responsável:Ana Paula Pereira Velosa
Beneficiário:Lais Brito
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Escleroderma sistêmico   Imunogenicidade   Colágeno tipo V   Modelos animais de doenças

Resumo

A Esclerose Sistêmica (ES) é uma doença autoimune reumática de etiologia desconhecida, caracterizada principalmente pela vasculopatia, autoimunidade e fibrose da pele e órgãos internos. O acúmulo de fibras de colágeno é a característica mais marcante na patogênese da ES, sendo o aumento da expressão do colágeno tipo V (Col V), já nos estágios iniciais da doença. Nos últimos anos, o Col V tem sido associado à autoimunidade em várias doenças, ao ser exposto ao sistema imunológico em processos de remodelamento tecidual. Na ES sugere-se uma participação importante desta proteína na patogênese da doença, visto que foi mostrado depósito de Col V anômalo na pele e pulmão de pacientes com ES, relacionado à atividade da doença; além da imunização de coelhos saudáveis com Col V desenvolver um modelo experimental similar a ES, com características histológicas e imunológicas semelhantes à doença em humanos, as quais são revertidas após indução de tolerância nasal com Col V. Este estudo tem como objetivo desenvolver métodos bioquímicos e enzimáticos de clivagem do Col V, para estudo da imunogenicidade desta proteína na ES. Os fragmentos de Col V serão caracterizados de acordo com o seu peso molecular e o potencial antigênico do Col V na ES será avaliado por imunoblot, utilizando os soros de coelhos do modelo de ES, antes e após indução de tolerância nasal com Col V. Ainda, fragmentos com maior potencial antigênico serão, também, identificados por imunoblot, com 6 soros de pacientes com anticorpos anti-Col V. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PEREIRA VELOSA, ANA PAULA; BRITO, LAIS; DE JESUS QUEIROZ, ZELITA APARECIDA; CARRASCO, SOLANGE; DE MIRANDA, JURANDIR TOMAZ; FARHAT, CECILIA; GOLDENSTEIN-SCHAINBERG, CLAUDIA; PARRA, EDWIN ROGER; OLIVEIRA DE ANDRADE, DANIELI CASTRO; SILVA, PEDRO LEME; et al. Identification of Autoimmunity to Peptides of Collagen V alpha 1 Chain as Newly Biomarkers of Early Stage of Systemic Sclerosis. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 11, . (16/05617-4, 17/11865-3, 18/20403-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.