Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da mitofagia em modelo celular de agregação proteica associada à neurodegeneração

Processo: 17/14273-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Merari de Fátima Ramires Ferrari
Beneficiário:Karla Pacheco de Melo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Degeneração neural   Degradação mitocondrial   Envelhecimento   Agregados proteicos

Resumo

Sabe-se que durante o envelhecimento ocorre acúmulo de proteínas no meio intra- e extracelular e acredita-se que o prejuízo do controle da qualidade proteica contribua para os eventos celulares que culminam com a neurodegeneração. A presença desses agregados proteicos leva a prejuízos intracelulares incluindo a disfunção mitocondrial, pela deficiência em seu tráfego, biogênese e degradação, contribuindo para a citotoxicidade, aumento do estresse oxidativo, privação de energia e neurodegeneração. Pink1 e Parkina são proteínas associadas à marcação e ao direcionamento das mitocôndrias para degradação. Neste sentido, a proposta do presente estudo é avaliar a mitofagia in vitro (cultura primária de células da substância negra, hipocampo e locus coeruleus), a partir da análise de Pink1 e Parkina com colocalização nos lisossomos. As células serão expostas a rotenona, que favorece a agregação proteica, característica do envelhecimento e da maior parte das doenças neurodegenerativas. Pretende-se avançar o conhecimento sobre os eventos celulares associados à neurodegeneração com foco no direcionamento e degradação de mitocôndrias durante as fases iniciais da agregação proteica. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MELO, KARLA P.; SILVA, CAROLLINY M.; ALMEIDA, MICHAEL F.; CHAVES, RODRIGO S.; MARCOURAKIS, TANIA; CARDOSO, SANDRA M.; DEMASI, MARILENE; NETTO, LUIS E. S.; FERRARI, MERARI F. R. Mild Exercise Differently Affects Proteostasis and Oxidative Stress on Motor Areas During Neurodegeneration: A Comparative Study of Three Treadmill Running Protocols. NEUROTOXICITY RESEARCH, v. 35, n. 2, p. 410-420, FEB 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.