Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do microambiente imunoregulatório em leucoplasias, carcinomas de boca e carcinomas de orofaringe relacionados ou não ao HPV

Processo: 17/02889-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Paulo Henrique Braz da Silva
Beneficiário:Lais Magda Araujo Ferracini
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Leucoplasia   Infecções por Papillomavirus   Neoplasias bucais   Neoplasias orofaríngeas   Tolerância imunológica   Resposta imune   Oncologia

Resumo

O estudo do microambiente tumoral é extremamente importante para a compreensão da resposta imunológica dos indivíduos frente às células neoplásicas. Imunotolerância é um mecanismo fisiológico pelo qual o sistema imunológico se auto-regula, através da inibição da resposta celular efetora, dificultando assim o desencadeamento da resposta imune. Este mecanismo atua inibindo o desenvolvimento de doenças auto-imunes, controlando e modulando inflamações crônicas. Desempenham um papel central neste contexto células dendríticas imaturas, linfócitos T reguladores e inúmeras citocinas e quimiocinas imunossupressoras, tais como, IL-10 e MIP3 alpha. Porém, sabe-se que algumas neoplasias, especialmente as que apresentem um possível fator etiológico viral envolvido, são capazes de induzir ao redor de si um ambiente imunotolerante, inibindo assim a resposta imunológica efetiva evitando o reconhecimento e destruição de células neoplásicas. Alguns trabalhos relatam a existência desse microambiente tolerante em lesões neoplásicas de colo de útero associadas ao HPV. Diante do exposto, o objetivo do trabalho é analisar o microambiente de lesões potencialmente malignas, carcinomas de boca e orofaringe, relacionados ou não ao HPV, quanto à presença de células dendríticas imaturas, linfócitos T reguladores FOXP3+ e a expressão de MIP3 alpha. (AU)