Busca avançada
Ano de início
Entree

Níveis de grãos de destilaria em dietas para bovinos de corte confinados: consumo e desempenho

Processo: 17/13296-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Otávio Rodrigues Machado Neto
Beneficiário:Luiz Antonio Fogaça
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/01287-5 - Efeito do estresse sobre o desempenho e função da barreira do trato gastrointestinal, BE.EP.IC
Assunto(s):Ingestão de alimentos   Dieta animal   Bovinocultura de corte   Qualidade da carne   Desempenho animal

Resumo

Em virtude do aumento nos custos para aquisição de alimentos comumente utilizados em dietas para animais de produção, frequentemente têm sido estudadas alternativas alimentares de menor custo. Uma opção que tem tido destaque recentemente são os grãos de destilaria com solúveis, pois tem surgido como opção no Brasil em consequência do início da produção de etanol a partir do milho. Diante do exposto, os objetivos do presente projeto serão avaliar os efeitos da inclusão de grãos de destilaria em dietas a base de milho moído, sobre o consumo de matéria seca e o desempenho animal. Serão utilizados 100 bovinos, machos, F1 Angus-Nelore, com peso inicial médio de 330 kg. Os animais serão alocados aleatoriamente aos tratamentos com diferentes níveis de DDG (0; 15%; 30% e 45% da MS dietética) em dietas contendo 80% de concentrado e 20% de volumoso. Para determinação do consumo de matéria seca médio diário, por baia, a dieta ofertada será pesada diariamente, bem como a sobra, das quais, também diariamente, será determinado, o teor de matéria seca. Os animais serão pesados a cada vinte e oito dias, em jejum alimentar e hídrico, para obtenção do ganho de peso médio diário. A análise estatística será conduzida por meio do software estatístico SAS, utilizando o procedimento MIXED para dados relativos ao consumo e ganho de peso. (AU)