Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de íons Ce3+ e Ce4+ nas características estruturais e eletroquímicas de revestimentos híbridos PMMA-sílica

Processo: 17/14061-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Peter Hammer
Beneficiário:Andressa Trentin
Supervisor no Exterior: Herman Terryn
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Local de pesquisa : Vrije Universiteit Brussel (VUB), Bélgica  
Vinculado à bolsa:15/11907-2 - Estrutura e propriedades eletroquímicas de revestimentos híbridos PMMA-sílica modificados com íons cério e lítio, BP.DR
Assunto(s):Híbridos   Cério   Lítio   Íons   Polimetil metacrilato   Anticorrosivos

Resumo

Revestimentos híbridos orgânicos-inorgânicos constituem uma nova alternativa compatível com o meio ambiente para o método de conversão de cromo hexavalente utilizado para proteção contra corrosão de superfícies metálicas. Neste contexto, os híbridos de PMMA-sílica foram preparados usando o método sol-gel pela hidrólise e condensação do tetraetoxissilano (TEOS) e polimerização do metacrilato de metila (MMA) na presença do agente acoplador 3- (Trimetoxisilil)propil metacrilato (MPTS), resultando em um nanocompósito denso com interação covalente entre as duas fases. Os sais de lítio e cério são adicionados em diferentes quantidades à matriz híbrida para estudar os efeitos da adição de inibidores de corrosão sobre as propriedades estruturais e eletroquímicas dos revestimentos de PMMA-sílica, depositados sobre substratos de aço carbono e liga de alumínio por imersão. A investigação dos híbridos modificados é focada em dois aspectos principais: fornecer informações detalhadas sobre os efeitos dos íons Ce(III), Ce(IV) e Li na estrutura de médio alcance local da matriz híbrida e esclarecer seu papel na inibição ativa da corrosão nas regiões de filme afetadas pela habilidade de regeneração (self-healing). As investigações eletroquímicas estruturais, térmicas e convencionais (espectroscopia de impedância eletroquímica) estão sendo realizadas no Instituto de Química (IQ/UNESP) e os resultados serão apresentados no relatório anual. Durante o estágio na Vrije Universiteit Brussel, as técnicas eletroquímicas localizadas serão empregadas em paralelo com técnicas de análise de superfície microscópicas e espectroscópicas para avaliar a funcionalidade de regeneração de revestimentos artificialmente danificados. (AU)