Busca avançada
Ano de início
Entree

Mapeamento da chuva a partir de links de micro-ondas de celulares comerciais: calibração de parâmetros e análise de incerteza em clima subtropical

Processo: 17/09708-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Água e Solo
Pesquisador responsável:Marcos Vinícius Folegatti
Beneficiário:Wagner Wolff
Supervisor no Exterior: Remko Uijlenhoet
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Wageningen University, Holanda  
Vinculado à bolsa:16/15342-2 - Calibração lisimétrica e análise de incertezas de parâmetros empíricos do algoritmo SEBAL em clima subtropical, BP.PD
Assunto(s):Hidrometeorologia   Sensoriamento remoto   Geoprocessamento   Análise espaço-temporal   Clima

Resumo

Compreender a variação espaço-temporal da precipitação é importante para auxiliar a gestão da água. Neste contexto, o algoritmo de aquisição de precipitação (AAP) de ligações de micro-ondas em redes comerciais de comunicações celulares mantém uma promessa de monitoramento de precipitação e pode complementar estimativas de precipitação e mapeamento a partir de radares meteorológicos terrestres, medidores de chuvas e satélites. No entanto, a calibração dos parâmetros do AAP tem como objetivo encontrar um único conjunto de parâmetros ótimos, o que é inconsistente com o fato de que várias soluções similares ou equivalentes podem existir devido às incertezas na estrutura do modelo, dados de entrada e parâmetros. Estas incertezas aumentam em regiões onde as estações são bem definidas, como nos climas subtropicais. Assim, o objetivo deste trabalho será calibrar os parâmetros do RRA de acordo com sua incerteza no clima subtropical. O trabalho vai ser realizado no estado de São Paulo, Brasil, que tem uma grande cobertura de rede de comunicação celular comercial. As ligações de micro-ondas e os dados pluviométricos serão disponibilizados pela agência nacional de telecomunicações (ANATEL) e agência nacional de águas (ANA), respectivamente. Os dados de precipitação serão usados como medida padrão para calibrar os parâmetros do AAP. Assim, a calibração será feita usando o método da máxima verossimilhança para os resíduos ajustados à distribuição gaussiana. O método de otimização estocástica Particle Swarm Optimization será usada para a maximização numérica da função log-verossimilhança. Os novos parâmetros empíricos serão obtidos em níveis de incerteza e serão utilizados para compor a atualização do AAP para interpolação espacial de chuvas em clima subtropical. (AU)