Busca avançada
Ano de início
Entree

Suplementação com culturas vivas de Aspergillus oryzae e enzima fibrolítica para bovinos de leite: Efeitos sobre o metabolismo, cinética e ecossistema ruminal

Processo: 17/11537-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Júlio Cesar de Carvalho Balieiro
Beneficiário:Johnny Maciel de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ruminantes   Fungos   Probióticos   Fermentação ruminal

Resumo

A digestibilidade da parede celular é o principal fator limitante do valor nutritivo de forragens. Assim, a utilização de aditivos que possam favorecer a digestibilidade da fibra é de grande importância para ruminantes. O objetivo da presente pesquisa consiste em avaliar o efeito da suplementação com culturas vivas do fungo Aspergillus oryzae e enzima fibrolítica sobre a digestibilidade da fibra, cinética e ecossistema ruminal de vacas alimentadas com silagem de milho. Experimento 1: será realizada a avaliação da composição química e perfil fermentativo de silagens inoculadas com doses de enzimas fibrolíticas (0, 1,3 e 2,6g/kg MS, Fibrozime®, Alltech) no processo de ensilagem da cana-de-açúcar (alta e baixa DFDN) em diferentes tempos de ensilagem (0, 30, 60 e 120d). O delineamento será em DIC, com 24 tratamentos e 3 repetições por tratamento. Experimento 2: cujo objetivo é avaliar a digestibilidade in vitro da MS (DIVMS) e FDN (DIVFDN), através de ensaio de cinética fermentativa e degradação in vitro, de diferentes fontes volumosas (silagem de cana-de-açúcar de milho), em resposta à adição de doses de culturas vivas do fungo A. oryzae (0, 1 e 2g) ou doses de enzima fibrolítica (0, 8, 16 e 24g), ou a combinação de ambos aditivos. O delineamento será em DIC, com 24 tratamentos com 3 repetições por tratamento. Experimento 3, com o objetivo de quantificar o efeito da inclusão de A. oryzae, enzima fibrolítica (melhores doses obtidas no Experimento 2) e combinação de ambos sobre o consumo de MS, taxa de digestão e passagem ruminal da FDN, fermentação ruminal, e composição da população de bactérias ruminais. Serão utilizados 8 vacas Holandesas, canuladas no rúmen. As rações experimentais serão compostas de 50% de volumoso na MS, a base de silagem de milho. O delineamento será de dois quadrados latinos 4x4 contemporâneos, com 4 tratamentos e 8 repetições por tratamento.